Budapeste sorri! Hungria chega à final do Polo feminino contra os Estados Unidos, veja o dia no Mundial

Equipe húngara decide o torneio feminino contra estadunidenses no próximo sábado (02) (Foto: Divulgação/FINA)

O Mundial de Esportes Aquáticos, em Budapeste, chegou ao 14º dia de competições, nesta quinta (30), com semifinais do Polo feminino, domínio chinês nos Saltos e ouro de Ana Marcela Cunha. O Surto traz um resumo dos destaques desta competição multiesportiva que tem gostinho de Jogos Olímpicos:

Polo Aquático

Hoje conhecemos as equipes finalistas no torneio feminino do Polo Aquático no Mundial de Esportes Aquáticos:

Estados Unidos rumo ao tetra

Na primeira disputa semifinal do dia, ficou claro o quanto a seleção dos Estados Unidos continua dominante na modalidade e deve confirmar o tetracampeonato consecutivo. Na reedição da final da Rio 2016, as estadunidenses bateram a seleção da Itália por 14 a 6.

A superioridade ficou evidente no primeiro quarto quando as tricampeãs olímpicas fecharam a parcial por 3 a 0 (gols de Haralabidis, Fattal e Gilchrist). As italianos só conseguiram fazer o primeiro gol quando diminuiu o placar em 5 a 1 e coube às estadunidenses apenas administrarem a vantagem até o final.

No feminino, nos últimos dez Mundiais, os Estados Unidos só não estiveram na final em duas ocasiões (Xangai 2011 e Barcelona 2013). No campeonato, o time soma um total de 9 medalhas (6 ouros, 1 prata e 2 bronzes).

Húngaras na final

Depois da triste eliminação no masculino, a seleção húngara feminina chegou à final do Mundial no Polo Aquático com uma vitória heroica sobre os Países Baixos por 13 a 12. Dora Leimeter foi o grande destaque da partida ao marcar 5 gols.

As donas da casa não começaram bem, perdendo o primeiro quarto por 3 a 2. A partir daí começou uma batalha de recuperação e o time conseguiu empatar o jogo já no segundo quarto. A virada veio no quarto seguinte, apesar de as neerlandesas não saírem da cola no placar até o final da partida.

Medalhistas de bronze em Tóquio 2020, as húngaras não chegavam à final de um Mundial desde Montreal 2005, quando se sagraram campeãs pela única vez.

A grande final entre Estados Unidos e Hungria acontece no próximo sábado (02). Assim como a decisão do bronze entre Itália e Países Baixos.

Maratona Aquática

Nesta quinta (30), a Maratona Aquática se despediu do Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste com as disputas dos 25km.

No feminino, Ana Marcela Cunha conquistou o pentacampeonato na competição com 5:24:15.00. A prova foi definida na batida com Lea Boy, da Alemanha, levando a prata a apenas 20 centésimos de diferença da brasileira, com 5:24:15.20. A neerlandesa Sharon Van Rouwendaal, prata em Tóquio 2020 e que venceu os 10km no mundial, levou o bronze com 5:24:15.30.

Rainha das Águas! Ana Marcela é penta na Maratona Aquática e conquista seu 2º ouro no Mundial

Já no masculino, Dario Verani selou o ótimo desempenho da Itália nas águas abertas, vencendo com o tempo de 5:02:21.50. Só na Maratona Aquática, o time italiano conquistou 6 medalhas em Budapeste (2 ouros, 2 pratas e 2 bronzes). A prata ficou com o francês Axel Reymond com 5:02:22.70 e o bronze foi de Peter Galicz, da Hungria, com 5:02:35.40.

Saltos Ornamentais

Foram entregues duas medalhas de ouro nos Saltos Ornamentais nesta quinta (30). E adivinha pra quem? China, é claro. A maior potência da modalidade manteve os 100% de vitórias, 9 até agora.

A primeira vitória do dia veio na plataforma de 10m sincronizada feminina, co Hongchan Quan e Yuxi Chen, que somaram 368.40. A prata ficou com Delaney Schnell e Katrina Young, dos Estados Unidos, com 299.40 pontos, e o bronze foi para Nur Dhabitah Sabri e Pandelela Pamg, da Malásia, que somaram 298.68 pontos.

O segundo ouro chinês veio na prova de trampolim de 1m masculino com Zongyuan Wang, com 493.30 pontos. A prata foi de Jack Laugher, da Grã-Bretanha, com 426.95 pontos, e o bronze de Shixin Li, da Austrália, com 395.40.

Mais cedo, Rafael Fogaça representou o Brasil nesta prova, terminando a eliminatória com 288.65 pontos, eliminado com a 35ª colocação.

Quadro de Medalhas

Após 14 dias de disputas, o Brasil subiu no quadro de medalhas do Mundial de Esportes Aquáticos com mais um ouro de Ana Marcela Cunha e a China se aproximou ainda mais da liderança dos Estados Unidos: 

1º Estados Unidos - 17 ouros, 14 pratas e 16 bronzes (47)

2º China - 14 ouros, 2 pratas e 6 bronzes (22)

3º Itália - 9 ouros, 6 pratas e 6 bronzes (21)

4º Austrália - 6 ouros, 9 pratas e 3 bronzes (18)

5º Canadá - 3 ouros, 4 pratas e 6 bronzes (13)

12º Brasil - 2 ouros, 1 prata e 2 bronzes (5)

Próximos passos

Nesta sexta (01), chegamos ao antepenúltimo dia de disputas em Budapeste com mais uma medalha nos Saltos Ornamentais em final com brasileiros. No Polo Aquático, vamos conhecer como se dará a briga por medalhas no masculino. Vamos à programação:

Saltos Ornamentais

Valendo Medalha

Plataforma de 10m sincronizada mista - Kawan Pereira e Ingrid Oliveira

Eliminatórias

Trampolim de 3m (F) - Anna Lucia dos Santos e Luana Lira

Polo Aquático

Semifinais (Torneio Masculino)

Itália x Grécia

Espanha x Croácia

Postar um comentário

To Top