Brasileiros iniciam participação no Campeonato Pan-Americano de Esgrima olho em vagas em Santiago 2023


Os holofotes da esgrima estarão voltados ao Parque Olímpico de Assunção, no Paraguai, local que recebe o Campeonato Pan-Americano Adulto, a partir desta sexta-feira (3), até o dia 8. Na pista, os melhores esgrimistas das Américas duelam em alto nível por medalhas e vagas nos XIX Jogos Pan-Americanos, agendados para Santiago, em 2023. As disputas de sabre, florete e espada ocorrem no individual e por equipes. E o Brasil estará com 22 atletas buscando lugares no pódio.

As disputas de sabre ocorrem entre sexta-feira (3) e sábado (4). A competição feminina terá representantes de 14 países e 48 esgrimistas, como a norte-americana Anne-Elizabeth Stone, número treze do ranking mundial. Luana Pekelman, Pietra Chierighini, Karina Trois e Luiza Lee formam o time brasileiro.

Luana chega credenciada para as disputas, após vencer o Torneio 95 Anos da CBE. “Independentemente do oponente, eu sempre vou tentar dar o meu melhor na pista, fazer as coisas que estou treinando e partir em busca do resultado, do primeiro lugar. Neste Pan não será diferente”, afirmou a esgrimista.

No masculino, Bruno Pekelman, Enrico Pezzi, Henrique Garrigos e Fabio Salles representam o Brasil contra competidores de 18 países. Serão 54 esgrimistas na disputa por medalhas, com destaque para o norte-americano Eli Dershwitz, atual número 7 do mundo.

“A gente sempre vai para uma competição buscando medalhas, visando nosso melhor resultado”, analisou Pekelman. “Mas estou indo para o Pan-Americano com uma sensação muito boa. Acredito que evoluí muito no meu jogo, até mesmo pelas copas internacionais que disputei”, ponderou.

Toldo em ação no florete


Tendo como principal atração o número 11 do mundo, o brasileiro Guilherme Toldo, os combates masculinos de florete terão a participação de 48 esgrimistas, de 16 países. Nos dias 5 (domingo) e 6 (segunda-feira), Toldo terá a seu lado na pista, defendendo a esquadra brasileira, Henrique Marques, Heitor Shimbo e Paulo Morais.

“Quem participa da brincadeira está sempre beliscando alguma coisa”, comentou Toldo sobre sua participação no Pan-Americano. O esgrimista vem competindo com regularidade na Europa e montou uma equipe multidisciplinar para ajudá-lo a melhorar sua preparação. “Venho chegando constantemente nas fases finais, mas ainda estou em busca de um resultado de expressão”, confessou, esperançoso de uma boa performance em Assunção.

No feminino, Bia Bulcão, Rafaella Gomes, Talia Calazans e Mariana Pistoia formam o time brasileiro. Serão 45 atletas na disputa pelo ouro, oriundas de 16 países. Destaque para a número 1 do ranking mundial, a norte-americana Lee Kiefer.

“Estou animada e espero fazer uma boa prova”, comentou Mariana. “Minha preparação foi basicamente a competição nacional que tivemos antes, onde consegui jogar bem e vencer. Então, chego ao Pan-Americano confiante”, descreveu.

Espada fecha a disputa


Fechando a competição, as disputas de espada acontecem nos dias 7 e 8, terça e quarta-feira. Tabea Alves, Bianca Dantas e Amanda Netto Simeão serão as representantes do Brasil nas pistas. Terão pela frente 52 competidoras, de 18 países, incluindo a top 10 Katharine Holmes, dos Estados Unidos.

Amanda chega com moral elevada ao Pan-Americano, depois de ter vencido a categoria Adulto no Torneio 95 Anos da CBE. “No esporte individual você tem que estar bem consigo mesmo. E eu estou muito bem, me sentindo leve e vivendo um momento muito bom na minha vida”, descreveu.

Também campeão no evento da CBE, Alexandre Camargo representará a espada brasileira ao lado de Athos Schwantes, Leopoldo Gubert e Nicolas Ferreira. Esta categoria e naipe reúne o maior número de competidores (58) e também de países (21). O venezuelano Ruben Gascon, número 3 do ranking, é uma das forças confirmadas na competição.

“Vamos tentar a medalha. Trabalhamos bem e conhecemos os adversários que teremos pela frente”, analisou Camargo, que tem no Pan-Americano sua grande meta da temporada. “Meu foco está nas competições de fora. Venho numa montanha russa de resultados e minha evolução está sendo boa”, acrescentou. “A ideia é conquistar uma medalha. Sei que tem muita gente boa na disputa, mas esse é o objetivo”, finalizou.

A equipe técnica que acompanhará os atletas da Confederação Brasileira de Esgrima no Campeonato Pan-Americano tem Alexandre Teixeira como chefe da delegação. Ele será acompanhado pelos técnicos Ricardo Ferrazzi, Fernando Kato e Alkas Lakerbai.

Foto: Rosele Sanchotene.

Postar um comentário

To Top