Brasil vence a Argentina na estreia da Copa América sub-18 feminina



A Seleção Brasileira Feminina de Basquete estreou na Copa América sub-18 com vitória sobre a Argentina, em Buenos Aires, nesta segunda (13). O jogo foi marcado por uma grande recuperação brasileira que saiu atrás do marcador e conseguiu impulsionar sua parte ofensiva e ajustar a defesa para vencer a partida por 54 a 34. Nesta terça (14), o Brasil encara o Canadá. às 18h, com transmissão a vivo ao vivo no Facebook da CBB e na CBB TV.

A estreia contra as hermanas anfitriãs do torneio, foi marcada por forte pressão das adversárias no primeiro período o que sufocou as ações táticas brasileiras. Mas com bolas de 3 cruciais, ajustes defensivos e boas criações ofensivas, o Brasil ganhou confiança e cresceu no momento certo para estrear com o pé direito.

Stephany Gonçalves foi a cestinha da partida com 21 pontos, 6 rebotes e 3 assistências. Aninha também foi peça fundamental com 11 pontos,  e 4 assistências. Do lado argentino, Alma foi o destaque com 7 pontos, 3 rebotes e 2 assistências.

"Foi um jogo muito disputado difícil, muito acirrado, mas acredito que a gente se superou, jogamos em equipe. Hoje aconteceu nossa primeira final. É um passo de cada vez. A nossa equipe ficou muito unida, e a gente mereceu essa vitória", disse Stephany ao final da partida

O jogo

A pressão argentina no ataque e na defesa sufocou as ações brasileiras no primeiro quarto, que foi dominado pelas anfitriãs. Brasil não conseguiu criar ofensivamente e cometeu muitos erros que foram aproveitados pelas adversárias. Aos poucos, as comandadas de Adrianinha conseguiram encaixar a parte ofensiva e converter bolas 3 cruciais para o marcador brasileiro.

Mas no segundo quarto, o Brasil encostou no placar marcando 11 contra 13 a favor das argentinas e depois passou a frente pela primeira vez na partida com 18 a 17 aos 3'. As adversárias, mesmo com forte marcação nas saídas de bola e no ataque brasileiro, cometerem erros ofensivos importantes e o Brasil fechou o primeiro tempo em 25 a 21.

Nos dois últimos quartos, o Brasil conseguiu manter a eficiência no ataque e administrar a vantagem até o final. Aninha com boa infiltração deixou o Brasil com 37 x 27 no final do período e os ajustes defensivos das comandadas de Adrianinha, dificultaram os ataques argentinos, que diminuíram o ritmo ofensivo, além de abrir brechas na defesa.

Foto: Divulgação / FIBA Américas

Postar um comentário

To Top