Atletismo da Jamaica sugere que recorde mundial dos 100m feminino seja anulado por suspeitas de doping


A Associação de Atletismo da Jamaica (JAAA) sugeriu na quarta-feira (5) que o recorde mundial dos 100m feminino seja anulado em virtude das suspeitas de doping.

A marca atual, de 10.48s, pertence a estadunidense Florence Griffith-Joyner, datada de 1988 na seletiva dos EUA para os Jogos Olímpicos daquele mesmo ano, que foram realizados em Seul.

As melhoras repentinas do desempenho de Griffith-Joyner e o abrupto final de carreira na estadunidense, falecida aos 38 anos em 1998, sempre levantaram suspeitas sobre o doping da atleta. A velocidade do vento nesta prova também sempre foi fonte questionamento, uma vez que um oficial teria dito que o equipamento teria invalidado a marca para recorde.

O presidente da JAAA, Garth Gayle, disse em entrevista que a marca de 10.54s obtida por Elaine Thompson-Herah em 2021, deveria ser oficializada como recorde mundial.

Gayle falou ao jornal Jamaica Observer que a marca foi obtida em uma competição internacional com todos os requerimentos técnicos funcionando perfeitamente e que a federação estaria pronta para tentar mudar o recorde junto a World Athletics.

Presidente da World Athletics, Sebastian Coe, disse que existem muitas dificuldades legais para a alteração do recorde e que sem uma prova eficaz, é impossível a mudança.

Foto: BTS

Postar um comentário

To Top