Evgeny Rylov é suspenso por nove meses após participar de ato pró-invasão russa


O campeão olímpico das provas dos 100 e 200m nado costas, Evgeny Rylov, foi suspenso nesta sexta (22) por nove meses pela FINA (Federação Internacional de Natação) por ter participado no mês de março, de um ato no Estádio Luzhniki, a favor da invasão russa à Ucrânia.


O evento foi um ato político com presença do presidente da Rússia, Vladimir Putin, e outros atletas como as irmãs da ginástica rítmica, Dina e Arina Averina. Todos os atletas estavam com a letra Z em suas roupas, que na Rússia, está sendo usada como símbolo da guerra. A participação de esportistas, foi uma resposta às federações que suspenderam a Rússia, seguindo recomendação do COI (Comitê Olímpico Internacional).


Rylov já havia perdido o patrocínio da Speedo por causa disso. O nadador contou ao Sport Express, que pretende tentar reverter a decisão, mas que não está claro para seus advogados sobre onde e como apelar.


O Kremlin condenou o ato da FINA e a chamou de politização do esporte. Já o ministro dos esportes, Oleg Matytsin, afirmou que a suspensão é discriminatória e política. 


A entidade já havia retirado torneios da Rússia, inclusive o Mundial de Piscina Curta, que estava previsto para ser realizado em Kazan e suspendeu atletas russos e bielo-russos até o fim de 2022.


Foto: Aleksandra Szmigiel

Postar um comentário

To Top