Em sua volta a torneios internacionais, Richard Grunhauser brilha no Egito e garante um lugar na fase principal do Grand Prix de Espada


Um retorno em grande estilo. Foi dessa forma que Richard Grunhauser voltou para as competições internacionais. O brasileiro, que não competia em solo estrangeiro desde 2019, entrou em ação no Grand Prix de Espada em Cairo, no Egito, e fez uma excelente campanha rumo à fase principal da competição nesta sexta-feira (29).

O espadista conseguiu a classificação para o quadro de 64 principal, em que terá um complicado desafio diante do atual vice-campeão olímpico, o húngaro Gergely Siklosi. O combate está marcado para domingo (1º), às 5h (horário de Brasília).

Richard Grunhauser não disputava um torneio internacional desde junho de 2019, quando ele ficou na 32ª colocação do Campeonato Pan-Americano, em Toronto, no Canadá. O brasileiro comemorou demais por ter retornado e já garantido um lugar na fase principal de uma grande competição. Além disso, ele está otimista para o que o espera no domingo.

“Foi um retorno da melhor maneira possível. Não fui muito bem nas pules, então tive que me superar nas eliminatórias. Peguei dois adversários fortes e consegui impor meu jogo e sair com o resultado positivo”, avaliou o brasileiro.

“Estou com uma ótima expectativa! Meu adversário é o atual vice-campeão olímpico, então sei que vai ser um combate bem difícil. Mas estou confiante com meu jogo e sei que vou fazer um bom combate”, projetou o esgrimista.

No começo da competição, Grunhauser fez o suficiente para avançar na primeira fase. Na pule 15, o brasileiro foi à pista em seis ocasiões e triunfou em duas: 5 a 0 diante do saudita Hussain Altaweel e 5 a 3 no ucraniano Daniil Hoida. Com as duas vitórias, ele conseguiu um lugar na segunda fase, que contaria com duas rodadas eliminatórias.


Na primeira delas, o espadista do Brasil fez um combate muito acirrado contra o japonês Ryu Matsumoto. O jogo só foi decidido no 29º ponto, quando Grunhauser conseguiu o toque que colocou 15 a 14 no marcador. Na sequência, o brasileiro encarou o italiano Giacomo Paolini e saiu novamente com um resultado positivo ao bater o adversário por 15 a 7. Com isso, estava assegurada a vaga no quadro de 64 principal.

Ainda em Cairo, outro brasileiro entrou em ação, porém o final foi diferente do compatriota. Leandro Seini foi à pista pela pule 16, mas acabou vencendo somente um jogo e, por isso, se despediu da disputa.

Bia Bulcão fica a um toque da fase principal na Alemanha


O Brasil também está sendo representado na Copa do Mundo de Florete em Tauberbischofsheim, na Alemanha. No campeonato feminino, Bia Bulcão, Gabriella Vianna e Talia Calazans foram às pistas.

A que chegou mais longe foi Bia, que esteve muito perto de garantir um lugar na fase principal. A brasileira alcançou a rodada 2 da fase eliminatória preliminar, em que encarou a austríaca Lilli Maria Brugger. No combate, a europeia se deu melhor e venceu por apenas um toque de diferença: 15 a 14.

As outras brasileiras, Gabriella e Talia, também saíram das pules e alcançaram as eliminatórias preliminares, porém ambas foram superadas na rodada 1: a primeira foi batida pela italiana Anna Cristino por 15 a 5 e a segunda pela sul-coreana Seungmin Lim por 15 a 2.

No domingo, as três atletas voltam à pista em conjunto para disputar o torneio por equipes.

Foto: Bizzi Team/FIE
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top