Bernardinho pede demissão da seleção francesa de vôlei masculino



Bicampeão olímpico treinando a seleção masculina de vôlei do Brasil, Bernardinho pediu nesta terça-feira (22) demissão do cargo de treinador da equipe da França de vôlei masculino.

O pedido vem apenas pouco menos de um ano após o brasileiro ter assinado com a equipe francesa até depois dos Jogos de 2024, que serão realizados em Paris, capital da França.

Bernardinho, que também foi tricampeão mundial, havia assumido o cargo no lugar de Laurent Tillie, que ficou entre 2012 e agosto de 2021 no posto, se despedindo com o inédito título olímpico conquistado em Tóquio.

Na estreia pela seleção francesa, o time caiu nas oitavas de final do Europeu de Vôlei após ser surpreendida pela República Tcheca por 3-0, a maior zebra da competição.

O brasileiro, que conciliava o cargo de treinador da seleção francesa com o de treinador do time feminino do SESC Flamengo, alegou motivos pessoais para deixar a equipe.

No pedido, Bernardinho disse que foi uma das decisões mais dolorosas que ele já tomou na vida e que é grato a federação francesa, mas que ele tinha de fazer uma escolha e que a família dele é prioridade.

O presidente da federação, Eric Tanguy, disse que entende a difícil decisão de Bernardinho, e que vai agora buscar um substituto para o treinador na busca pelo bicampeonato olímpico.

Foto: Divulgação/CBV

Postar um comentário

To Top