Brasileiros terminam preparação para o Sul-Americano de Marcha Atlética

Caio Bonfim comemora vitória na Copa Brasil

No primeiro torneio internacional oficial de 2022, os atletas brasileiros se preparam para disputar o Campeonato Sul-Americano de Marcha Atlética, no domingo (6/2), em Lima, no Peru. O Brasil vai com uma equipe forte, formada por 32 atletas – 16 no masculino e 16 no feminino.

A delegação viaja na quinta-feira (4/2), às 6:50, pelo voo LA 2383, da Latam, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. O destaque da equipe é o brasiliense Caio Bonfim (CASO-DF), medalha de bronze nos 20 km no Mundial de Londres-2017. Caio tinha vaga nos 20 km e nos 35 km.

“Meu objetivo é disputar as duas provas no Campeonato Mundial do Oregon, em julho, nos Estados Unidos, porque o programa horário da competição permite. Com isso, estou ajustando meu calendário para as duas provas”, lembrou Caio, que bateu o recorde nacional dos 35 km na Copa Brasil Loterias Caixa de Marcha Atlética, disputada no dia 9 de janeiro, em Bragança Paulista (SP). Ele completou as 35 voltas no percurso de 1 km, no estacionamento do Bragança Garden Shopping, em 2:33:57. “Estou nos ajustes finais para o Sul-Americano.”

Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a marcha atlética foi disputada na cidade de Sapporo, no norte do país. E os três representantes brasileiros na oportunidade – Caio Bonfim, Matheus Gabriel Correa e Lucas Mazzo – estão confirmados para a competição do Peru nos 20 km, além de Paulo Henrique Ribeiro (AABLU-SC).

"O Sul-Americano é muito forte, com a participação de grandes atletas a nível mundial. A marcha é uma potência por aqui" disse Matheus Gabriel (AABLU-SC). "Teremos medalhistas do Mundial de Londres-2017 e dos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019. Só máquina", disse, sorrindo. "Então acredito que será uma prova muito boa como teste para o Mundial por Equipes", lembrou, referindo-se à competição que será disputada nos dias 4 e 5 de março, em Mascate, Omã.

"Não descarto a chance de ganhar uma medalha em Lima, os caras são bons, mas eu sei que também sou e venho numa constância muito boa desde o Brasileiro Sub-23 no ano passado. Estou muito feliz porque meu treinador irá para o Peru também. Será nossa primeira seleção juntos", comentou, falando sobre Ivo da Silva, técnico da AABLU.

Lucas Mazzo (CASO-DF) também está confiante. "Estamos treinando muito, foi o final e o início de ano mais diferentes que já tive, porém era algo que sempre quis fazer: treinar no dia 25/12 e no dia 1/1", lembrou o marchador.

Foto: Wagner Carmo/CBAt

Postar um comentário

To Top