Yaras ficam em 11º lugar na etapa de Málaga do Circuito Mundial de sevens


As Yaras se despediram de Málaga com mais duas derrotas e terminaram esta etapa do Circuito Mundial de Sevens, promovido pela World Rugby, na 11ª posição. Agora, a seleção brasileira de rugby segue na Espanha para disputar na próxima semana a etapa de Sevilha, entre os dias 28 e 30. 

O técnico William Broderick entende que o grupo também amadurece quando obtém lições de momentos de derrota. “O torneio foi muito duro. Nossa equipe não conseguiu encaixar o que planejou e não reproduziu o bom desempenho das etapas de Dubai. Precisamos aprender com os erros e com as derrotas. Seguimos confiantes para o próximo compromisso em Sevilha”, disse. 

No último jogo da fase classificatória, as Yaras não resistiram ao jogo da seleção inglesa, que haviam superado na etapa passada em Dubai, e foram derrotadas por 24 a 10. Andressa Alves e Gabriela Lima confirmaram novamente tries para o time brasileiro.

Na semifinal pela disputa do 9º lugar, contra a Bélgica, as Yaras foram pressionadas em seu campo logo no início de jogo, precisando se defender até a linha do in-goal. Manon Nairac abriu o placar para as belgas aos três minutos. As brasileiras batalharam até o fim do primeiro tempo e Leila Silva conseguiu o try que manteve a equipe com chances.

No segundo tempo, Gabriela Lima e Raquel Kochhann empataram a partida em 12 a 12, a dois minutos do final, forçando o tempo extra. O equilíbrio na disputa pela bola, em todos os pontos do meio de campo, foi a tônica do jogo. Mas aos três minutos da prorrogação, a belga Ciska De Grave arrancou para mais um try, que garantiu o triunfo belga por 17 a 12.

Como o torneio foi disputado por 11 equipes, já que Fiji não disputou devido a restrições sanitárias da pandemia, o Brasil terminou na 11ª colocação.

Neste domingo, acontecem as semifinais e finais masculina e feminina da etapa de Málaga. Entre os homens, os jogos serão: África do Sul x Áustrália e Argentina x Inglaterra. No feminino, os duelos que vão definir as finalistas são: Estados Unidos x França e Rússia x Austrália.

Foto de capa: Gaspar Nóbrega/COB
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top