Nicole Silveira se classifica para Pequim 2022 após 18º lugar na etapa final da Copa do Mundo de Skeleton

Nicole usa os pés para frear o trenó após a prova


Nicole Silveira carimbou de vez o passaporte para os Jogos Olímpicos de Inverno Pequim 2022. A vaga foi conquistada após o 18º lugar na etapa de Saint Moritz (SUI) da Copa do Mundo de skeleton. A prova foi a última da modalidade antes do fechamento do período de classificação olímpica.

Foi a primeira prova de Nicole na pista de Saint Moritz, onde o skeleton foi criado. Na primeira descida, a brasileira cometeu um erro na primeira curva, fazendo com que ela batesse na parede da pista, terminando apenas em 18º lugar, com o tempo de 1:10.48.

A primeira tomada de tempo teve uma surpresa, com a australiana Jaclyn Narracott quebrando o recorde da pista, assumindo a liderança provisória com um tempo de 1:08.72. Ela ficou dezessete centésimos à frente da neerlandesa Kimberley Bos, a líder da classificação geral da Copa do Mundo.

Na segunda descida, Nicole Silveira novamente teve problemas no início da pista e completou o traçado em 1:11.05, se mantendo na 18ª posição com um tempo total de 2:21.53. Com o resultado, a brasileira se garante nos Jogos Olímpicos após ficar em 18º lugar no ranking da Federação Internacional (IBSF) com 764 pontos. A confirmação oficial deve sair na segunda-feira (17), quando a IBSF divulgar a distribuição das cotas olímpicas no bobsled e no skeleton.

A vitória na etapa final da Copa do Mundo foi de Narracott. A australiana repetiu a boa descida para terminar na primeira posição com 2:17.56, conquistando sua primeira medalha em Copas do Mundo de skeleton. A prata ficou com Kimeberley Bos, com a canadense Mirela Rahneva levando o bronze.

Jaclyn Narracott deitada no trenó. Ela ergue um punho para comemorar a primeira colocação
Narracott comemora na linha de chegada - Foto: Vietrus Lacis/IBSF
Outro título histórico foi para os Países Baixos. Kimberley Bos garantiu o título geral da Copa do Mundo de skeleton 2021-22 com 1600 pontos. Foram dois ouros, três pratas e um bronze nas oito provas da temporada. Nicole Silveira terminou na 19ª colocação com 565 pontos.

Kimberley Bos posa para foto com o troféu da Copa do Mundo. Ela veste um casaco laranja e está abraçada na bandeira dos Países Baixos
Bos com o troféu de campeã-geral da Copa do Mundo - Foto: Vietrus Lacis/IBSF

Os resultados em Saint Moritz nesta semana também valem para determinar os campeões europeus de bobsled e skeleton. O pódio europeu do skeleton feminino teve ouro para Kimberley Bos, prata para Janine Flock da Áustria (quarta colocada na etapa) e bronze para a italiana Valentina Margaglio (quinta colocada).

Martin Durkus vence a Copa do Mundo no masculino

Martin Durkus segura o troféu da copa do mundo. Nas suas costas está uma bandeira da Letonia
Durkus com o troféu da Copa do Mundo - Foto: Vietrus Lacis/IBSF
Na disputa masculina, Martin Durkus da Letônia venceu a etapa de Saint Moritz, garantindo o título geral da Copa do Mundo. Durkus foi o mais rápido com 2:14.39. Os alemães Alexander Gassner (2:14.84) e Christopher Groother (2:14.90) completaram o pódio. Os três também ficaram com as medalhas do Campeonato Europeu.

Na classificação geral da Copa do Mundo, Durkus ficou em primeiro lugar com 1623 pontos. O letão venceu três etapas e subiu ao pódio em outras duas na temporada 2021-22. Este foi seu 11º título geral da Copa do Mundo. Já no Campeonato Europeu, Durkus conquistou o seu 12º ouro.

Fotos: Vietrus Lacis/IBSF

Postar um comentário

To Top