Bia Haddad Maia põe o Brasil nas quartas de final do Australian Open

De camisa laranja e saia preta, Bia Haddad Maia está com a raquete nas suas costas, durante o movimento de impulsão

Bia Haddad Maia fez história nesta madrugada de sábado para domingo (23), ao ser a primeira brasileira a ir para as quartas de final do Australian Open na era aberta. O feito veio após ela vencer junto da sua parceira Anna Danilina, a dupla Aliona Bolsova (ESP) e Ulrikke Eikeri (NOR).


O resultado coloca ela no top 100 do ranking, o melhor resultado de Bia na história do ranqueamento. Antes de disputar o WTA 500 de Sydney, ela estava abaixo do top 400 e vem subindo após se juntar a cazaque.


O jogo começou melhor para a dupla hispano-norueguesa, que abriu 2 a 0, mas Bia e Danilina empataram, o que não foi suficiente, já que Bolsova e Elkeri foram melhores nos ataques e venceram o primeiro set. A brasileira e a cazaque devolveram, quebrando três serviços no segundo set e empatando o jogo.


Bolsova e Elkeri fizeram um início avassalador no desempate, abrindo 4 a 1, porém a dupla cazaque-brasileira reagiu e empatou o jogo, mantendo a partida equilibrada até o tie-break. O último game foi dominado por Bia e Danilina, que fecharam em 10 a 5 e vão enfrentar a dupla Rebecca Peterson (SWE) e Anastasia Potapova (RUS).


O melhor resultado feminino do país na Austrália é uma semifinal de simples alcançada por Maria Esther Bueno em 1965.


No masculino, Bruno Soares e Jamie Murray perderam para os italianos Bolleli e Fognini por 2 a 1 (3/6, 7/6 e 6/3). Com isso, o Brasil está fora do torneio de duplas masculino. Essa é a terceira dupla com brasileiros, eliminada pelos italianos, eles eliminaram Rafael Matos e Felipe Meligeni na primeira fase e Marcelo Melo e Ivan Dodig na segunda.


Foto: Reprodução/ Instagram/ Bia Haddad Maia

Postar um comentário

To Top