Presidente da Rússia diz que boicote a Pequim 2022 é para atrapalhar o crescimento econômico da China


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse na quinta-feira (23) que o boicote diplomático de Estados Unidos e aliados tem a intenção de prejudicar o crescimento econômica da China.

Por causa da violação aos direitos humanos na região de Xinjiang e a opressão em Hong Kong, EUA, Grã-Bretanha, Austrália e Canadá já confirmaram que não terão membros do governo presentes nos Jogos Olímpicos.

Putin, durante o discurso anual em Moscou, disse que a decisão é inaceitável e erronea. O russo falou ainda que falou com um ex-presidente dos EUA que os boicotes de 1980 e 1984 também foram um erro.

O governante falou que a intenção é prejudicar o crescimento econômico da Rússia, mas também afirmou que já é tarde demais para atrapalhar o desenvolvimento chinês.

Ele já recebeu o convite e estará presente na cerimônia de abertura, no dia 4 de fevereiro, no Ninho do Pássaro.

Foto: Sputnik/Ramil Sitdkov/Kremlin via REUTERS




0 Comentários