COI ameaça proibir Malásia e Sérvia de sediar eventos esportivos



O Comitê Olímpico Internacional (COI) ameaçou retirar eventos esportivos da Malásia e da Sérvia, após ambos os países dificultarem a entrada de atletas de países com os quais não tem relações diplomáticas. A informação foi divulgada pelo jornal The Jerusalem Post.


No mês de outubro, o governo sérvio proibiu que atletas de Kosovo participassem do Mundial de boxe amador e no mês seguinte, a Malásia não permitiu que atletas israelenses competissem no Mundial de squash. A Sérvia não reconhece o Kosovo como país independente e a Malásia é um país de maioria muçulmana que mantém relações distantes com Israel.


Em carta obtida pelo jornal israelense, a entidade afirma que eles e mais qualquer país que desrespeite a carta olímpica, serão proibidos de receber eventos até solucionar o problema. No caso, o COI afirma que trabalhará com os comitês olímpicos de Malásia e Sérvia para chegarem em solução com os governos centrais.


Em 2019, a Malásia perdeu para a Inglaterra o direito de sediar o Mundial paralímpico de natação após proibir a participação de Israel no torneio. Neste mês, a atleta Gal Zuckerman foi campeã mundal juvenil de kiteboarding em Omã e não pode ouvir o hino israelense.


Foto: Reprodução/ COI

0 Comentários