Vôlei de praia do Brasil estreia em Cali na terça-feira


Os representantes da nova geração do vôlei de praia brasileiro entram em ação nos Jogos Pan-Americanos Júnior em Cali, na Colômbia. Além de um lugar no pódio, eles brigam por vaga nos Jogos Pan-Americanos de 2023, em Santiago (CHI) – se classificam as melhores parcerias da América do Sul e da Norceca (América do Norte, América Central e Caribe). Na disputa masculina estarão os gêmeos Renato Andrew e Rafael Andrew, de 21 anos. No feminino, jogam Vic, de 22 anos, e Thainara, de 20.

Os gêmeos Renato e Rafael conquistaram o título mundial sub-21 em 2019, e retomaram a parceria familiar para o Pan Júnior. “Tivemos um bom período de treinamento no CT de Saquarema, que ajudou a entrosar novamente nossa dupla e reestabelecer a confiança no nosso jogo. Estou me sentindo muito bem, ansioso para a estreia. É sempre especial representar meu país, faço isso sempre com o maior orgulho. Espero voltar com a medalha de ouro”, contou Renato.

Para Rafael, reeditar a parceria em família é um fator extra de motivação para a estreia contra a Costa Rica às 11h (hora de Brasília) desta terça-feira. “Quem me conhece sabe o quanto sou apaixonado por representar o meu país, é sempre uma honra. Sabemos da qualidade dos outros times e estamos muito focados na vitória. Já estava com saudade de jogar ao lado do Renato. Nossa sintonia dentro de quadra não mudou, por isso foi muito fácil entrosar novamente a dupla. Estamos prontos e vamos em busca desse ouro”, comentou Rafael.]

No torneio feminino, o Brasil contará com a campeã mundial sub-19 e sub-21 Vic; e a campeã brasileira sub-21 Thainara. A dupla treinou junta durante o período de preparação no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV) em Saquarema (RJ), e segue para a Colômbia almejando ir longe na competição.

“Eu estou feliz demais de poder disputar os Jogos Pan-Americanos Junior Cali 2021. Feliz em poder defender nosso país mais uma vez. É sempre uma honra defender nossa bandeira. A gente teve algumas semanas em Saquarema, com treinamentos intensos, para poder chegar aqui e lutar pelo lugar mais alto do pódio. Eu espero poder levar o ouro para o Brasil. Sei que é uma responsabilidade muito grande, porque eu sempre sonhei viver esse momento. Mas me sinto muito preparada para levar mais uma medalha para o Brasil”, explicou Vic.

Para Thainara a emoção de representar o Brasil em uma competição tão grande é motivo de orgulho. A atleta conta que a atmosfera do evento é um fator de motivação. A dupla brasileira fará a estreia contra Antígua e Barbuda, às 16h (hora de Brasília) desta terça-feira.

“Eu estou muito feliz por ter a oportunidade de representar nosso país em uma competição tão grande. É uma experiência única. A energia da competição começou logo que a gente chegou na cidade, fomos muito bem recebidos. Sinto muito orgulho por estar aqui. As minhas expectativas são as melhores possíveis! Estou bastante ansiosa para a estreia, sinto-me confiante ao lado da minha parceira e do nosso técnico, acredito que vamos mostrar nosso melhor trabalho dentro das quadras e os resultados positivos virão”, disse Thainara.

As duplas foram divididas em quatro grupos de quatro, que jogam entre si. Os dois primeiros de cada grupo seguem para as quartas de final. No feminino, o Brasil está no grupo C ao lado de Antígua e Barbuda, Venezuela e Canadá. No masculino, a dupla brasileira está no grupo B, com Costa Rica, Bolívia e Cuba.

Foto: Divulgação/CBV

0 Comentários