Maratonistas etíopes dizem que se necessário vão para a linha de frente da guerra para ajudar no conflito contra Tigray - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Maratonistas etíopes dizem que se necessário vão para a linha de frente da guerra para ajudar no conflito contra Tigray

Compartilhe

Estrelas do esporte mundial, Haile Gebrselassie e Feyisa Lilesa declararão ser a favor de fazer todo possível para ajudar seu país, inclusive ir para linha de frente da guerra na região norte do país, em Tigray.

A opinião dos atletas vem após o inflamado discurso do primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, que pediu a “todos cidadãos” que defendam o seu país.

A Etiópia vive um momento de conflito envolvendo o governo local contra os rebeldes de Tigray.

O último ato de Abiy foi marchar no front de batalha conforme informação do porta-voz do governo Legesse Tulu. A informação é de que funcionários de alto escalão do governo também aderiram a convocação do primeiro-ministro e irão ao front de batalha.

A promessa de Abiy, que ganhou o Nobel da paz em 2019, é de que lutaria no front e se “preciso sacrificar” pelo país.

A guerra explodiu em 4 de novembro de 2020, quando o primeiro-ministro ordenou uma ofensiva contra o FPLT, partido que então governava a região, em retaliação a um ataque a uma base militar federal. Segundo informação da ONU, milhares de pessoas já foram vitimadas como consequência do conflito.

A situação no país tem sido crítica e gerou como uma das consequências, a ordem da ONU de retirar todos os parentes de seus funcionários da Etiópia dada insegurança vivida no momento.

Foto: Twitter

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário