Luciana brilha nos pênaltis e Ferroviária fica com o terceiro lugar da Libertadores feminina - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Luciana brilha nos pênaltis e Ferroviária fica com o terceiro lugar da Libertadores feminina

Compartilhe


Com três defesas de Luciana nas cobranças de pênaltis, a Ferroviária venceu o Nacional (URU) e ficou com o terceiro lugar na Libertadores Feminina. O jogo foi 1 x 1 no tempo normal e 3 x 1 nas penalidades. O resultado dá a equipe grená, o segundo ano seguido no pódio, já que elas foram campeãs da edição 2020. Este foi o último jogo da competição no Paraguai, já que a final será realizada no Uruguai.


Badell abriu o placar para as uruguaias e Rafa Mineira empatou para as brasileiras. Ainda antes do apito inicial, a equipe da Ferroviária protestou contra o racismo. Na terça, jogadoras do Corinthians acusaram uma jogadora do Nacional de chamar Adriana de "Macaca". 

Protesto anti-racista antes do jogo (Foto: Reprodução/ Conmebol)

No domingo, Corinthians e Independiente Santa Fé se enfrentam para decidir quem ficará com a taça. O time alvinegro busca o tri, enquanto o time colombiano vai atrás do seu primeiro título. 


O jogo

A Ferroviária foi a primeira a chegar, exigindo de Vilanueva uma defesa difícil em cabecada de Gessica. Aos 22, o Nacional abriu o placar após cobrança de falta na cabeça de Badell. 


Pouco tempo depois, Sochor cruzou e Laryh tentou marcar de bicicleta, mas a bola não saiu forte e Villanueva defendeu. A última tentativa brasileira foi aos 37, em jogada de velocidade de Luana, que cruzou para Suzane, que bateu de primeira mas a bola foi pra fora.


O segundo tempo começou truncado e só aos 18, a equipe de Araraquara chegou e foi em grande estilo. Rafa Mineira viu a goleira adiantada e tocou de cobertura, empatando o jogo. Tentando a virada, a Ferroviária continuava criando jogadas e mantendo a posse de bola, mas não assustava a goleira uruguaia. 


Com 30 minutos, Sochor, destaque do time na competição, foi expulsa pelo segundo cartão amarelo. O primeiro havia sido por reclamação. Sem nenhuma das duas equipes criarem grandes chances, o jogo foi para os pênaltis.


Na disputa, Luciana defendeu os chutes de Lemos, Pizarro e Ferrada, enquanto o time paulista fez com Rafa Mineira, Duda e Gessica. Daiana errou a segunda cobrança, mas isso não atrapalhou e a festa foi brasileira.


Foto: Reprodução/ Conmebol

Nenhum comentário:

Postar um comentário