Corinthians goleia por 8 a 0 em semifinal marcada por ato racista contra Adriana - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Corinthians goleia por 8 a 0 em semifinal marcada por ato racista contra Adriana

Compartilhe

O Corinthians goleou o Nacional (URU) por 8 a 0 na semifinal da Libertadores feminina e irá tentar o tricampeonato no domingo contra o Independiente Santa Fé (COL) às 20h, com transmissão do Fox Sports e do Facebook Watch.


A goleada acabou ficando em segundo plano, devido a uma atitude racista de uma das jogadoras uruguaias que chamou Adriana de "Macaca" após o sexto gol. Uma confusão se criou e Vic Albuquerque chegou a sair chorando do gramado. Ao final do jogo, a capitã do Nacional pediu desculpas em entrevista a transmissão oficial.


Em sua entrevista, a atacante corintiana lamentou o ocorrido, reafirmou a luta contra o preconceito e disse esperar que a jogadora uruguaia repense suas atitudes.


Gabi Campiolo, Diany, Vic, Gabi Portilho, Jhenifer, Adriana, Juliete e Adriana marcaram os gols. Nesta quinta, o Nacional enfrenta a Ferroviária na disputa do terceiro lugar. Adriana ainda foi eleita melhor do jogo.

Comemoração e protesto do elenco ao final do jogo (Foto: Conmebol)


O jogo 


O Corinthians começou melhor e aos nove minutos em uma boa jogada de Vic Albuquerque, ganhou escanteio. Yasmin cobrou e Gabi Campiolo cabeceou forte para abrir o placar. O time alvinegro ainda mantinha o domínio, mas não criou grandes chances em boa parte do primeiro tempo.


As chance voltaram aos 34 minutos em toque de cabeça pra fora de Adriana após cruzamento de Poliana e dois minutos depois, Adriana chegou de novo e ficou cara a cara com a goleira, que defendeu o chute com o pé direito.


Na volta do segundo tempo, Diany cortou para esquerda e da meia lua, bateu forte e no alto, marcando um golaço para ampliar a vantagem. Aos oito minutos, Adriana disparou livre em velocidade e bateu pra defesa da goleira, no rebote, ela tocou pra Vic, que de voleio fez o terceiro do Timão.


Dominando a partida, o Corinthians aumentou aos 16 em cruzamento de Tamires para Gabi Portilho na pequena área. Após o gol, o técnico alvinegro tirou Tamires e Gabi Zanotti, poupando já para a decisão.


Três minutos depois, Andressinha tocou para Vic, que amorteceu a bola para Jhenifer marcar o quinto. Andressinha e Jhenifer haviam acabado de entrar. Aos 25, Portilho foi derrubada na área e Adriana bateu no ângulo direito. 


Após o pênalti, Adriana foi chamada de "Macaca" por uma adversária e se iniciou uma confusão no gramado, Vic Albuquerque chegou a sair do gramado chorando, mas retornou após alguns minutos. Juliete marcou o sétimo aos 37, em chute da meia lua no canto da goleira. Na comemoração, as jogadoras alvinegras, levantaram a mão direita com os punhos fechados em protesto a atitude do time uruguaio.


Grazi fechou o placar aos 43, ao tocar por cima da goleira. Após o gol, comissão e jogadoras levantaram a mão contra o racismo.


Foto: Reprodução/ Conmebol

Nenhum comentário:

Postar um comentário