Celebrando a juventude e a cultura colombiana, Cali inaugura os primeiros Jogos Pan-Americanos Júnior - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Celebrando a juventude e a cultura colombiana, Cali inaugura os primeiros Jogos Pan-Americanos Júnior

Compartilhe

Agora é para valer. Foram abertos oficialmente os primeiros Jogos Pan-Americanos Júnior, em Cali, na Colômbia. A inauguração oficial veio com uma cerimônia que destacou vários aspectos da cultura colombiana e que também lembrou da edição dos Jogos Pan-Americanos de exatos 50 anos atrás, quando o maior evento esportivo das Américas aconteceu na cidade colombiana.

Segmento da cerimônia celebrando a riqueza afro-colombiana - Foto: Washington Alves/COB
A parte artística da festa foi dividida em quatro eixos temáticos: a riqueza afro-colombiana, a essência indígena, o elemento urbano e o poder da mistura de raças e da salsa. Após o primeiro segmento, os atletas das 41 delegações participantes entraram no Estádio Olímpico Pascual Guerrero. O Brasil teve como porta-bandeiras Pâmela Rosa, bicampeã mundial de skate street, e Breno Correia, campeão mundial na natação em piscina curta e dono de cinco medalhas em Jogos Pan-Americanos.

Delegação brasileira na Cerimônia de Abertura - Foto: Washington Alves/COB
Após a parte que mostrou a cultura indígena da Colômbia, foi realizada a parte protocolar, com a entrada das bandeiras da Panam Sports e do Comitê Olímpico Internacional. Discursaram o ministro dos Esportes da Colômbia, Guillermo Herrera Castaño, e o presidente da Panam Sports, Neven Ilic

A parte que destacou a parte urbana da Colômbia foi focada na juventude. Hendrix Hinestroza cantou "Por Nosotros" (por nós, em português), tema oficial dos Jogos. A música foi interpretada inicialmente em "urbano pop", mas terminou em salsa choke, ritmo tradicional do Pacífico colombiano.

Depois dos juramentos dos atletas, árbitros e treinadores, veio o último segmento artístico. Mais de 400 dançarinos entraram em ação para mostrar a herança mestiça local e a salsa, apresentando o bailado tradicional de Cali.

O trecho final do revezamento da tocha pan-americana foi marcado pela presença de várias gerações do esporte colombiano. O fogo entrou no estádio nas mãos de Jaime Aparício, campeão dos 400m com barreiras na primeira edição dos Jogos Pan-Americanos, em 1951 (primeiro ouro da Colômbia na competição), que entrou junto de atletas dos Pan de 1971, realizado na cidade. Depois a chama passou também por Bernard Tovar, ex-atirador que participou de quatro Jogos Olímpicos (1984 a 1996). 

No fim, dois novos talentos acenderam a pira pan-americana. Juan Manuel Morales, campeão sul-americano de natação, e Valeria Cabezas, ouro nos 400m rasos nos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018. 

Foto de capa: Washington Alves/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário