Atleta paralímpico da Malásia tem punição mantida e fica sem o ouro de Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Atleta paralímpico da Malásia tem punição mantida e fica sem o ouro de Tóquio

Compartilhe

A investigação sobre a desqualificação do atleta paralímpico Muhammad Ziyad Zolkefli da Malásia nas Paralímpiadas Tóquio 2020 manteve a decisão inicial, afirmando que não há evidências de que Ziyad tenha chegado à sala de chamada no horário marcado.

Ziyad havia ganhado a medalha de ouro no arremesso de peso no F20 lançando para recorde mundial com 17,94 metros.

No entanto, ele foi posteriormente desclassificado por chegar à sala de espera três minutos atrasado em relação ao tempo determinado e após apelo da delegação ucraniana, o malaio foi desqualificado e Maksym Koval, da Ucrânia herdou o ouro.

A investigação liderada pela World Para Ahthletics (WPA), manteve a desqualificação, mantendo a decisão inicial, conforme confirmado pelo Ministro da Juventude e Esportes da Malásia Datuk Seri Ahmad Faizal Azumu.

Azumu anunciou que não há evidência nos documentos analisados que pudessem provar que Ziyad chegou na hora marcada.

“O Ministério da Juventude e Esporte também vai garantir o seguimento necessário a ser realizado pelos atletas, treinadores e dirigentes, especialmente para fins de sensibilização, aperfeiçoamento e referência para que este incidente não se repita” afirmou Azumu em nota”.

“O lançamento feito por Muhammad Ziyad nas Paralímpiadas de Tóquio 2020, no entanto, é muito apreciado”.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário