Victor Ciobanu leva primeiro título mundial na luta greco-romana para Moldávia em dia dourado do Irã - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Victor Ciobanu leva primeiro título mundial na luta greco-romana para Moldávia em dia dourado do Irã

Compartilhe
Stig Andre BERGE mostra bandeira da noruega no uniforme

Irã
conquistou dois títulos mundiais na Luta Greco-Romana, enquanto Moldávia levou o seu primeiro da história na modalidade neste sábado (9), durante o oitavo e penúltimo dia de competições do Mundial de Wrestling, disputado em Oslo, capital da Noruega. O dia também marcou o fim da carreira do norueguês medalhista olímpico Stig-André Berge.

O primeiro título na luta greco-romana para o Irã desde 2014 veio com Mohammadhadi Abdollah Saravi que venceu o húngaro Alex Szoke por 3 a 1 na final dos 97kg. Logo em seguida, Aliakbar Hossein  Yousofiahmadchali, que já foi campeão mundial juvenil e sub-23, tornou-se o primeiro atleta de seu país campeão mundial na categoria mais pesada da luta greco-romana (130kg) ao vencer o russo Zurabi Gedekhauri por 5 a 1.

Os bronzes dos 97kg foram conquistados por Tracy Gangelo Hancock, dos EUA. Superior ao alemão Peter Öhler e pelo russo Artur Sargsian, que venceu o italiano Nikoloz Kakhelashvili. Já Oskar Marvik, dos 130kg, levantou a torcida local ao conquistar a primeira e única medalha da Noruega no mundial, um bronze acirrado diante do cubano naturalizado chileno Yasmani Acosta Fernandez, com placar de 1-1. Iakobi Kajaia, da Geórgia, venceu a outra disputa de bronze nos 130kg com vitória por 2 a 1 diante do turco Osman Yildirim. 

O norueguês Stig-André Berge, ídolo nacional com 38 anos, levantou a torcida mas foi eliminado na disputa dos 63kg. Ele foi bronze no Mundial de 2014 e nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 e se aposentou do wrestling neste sábado, sendo homenageado pela organização e pelo público depois da confirmação que não havia se classificado para a repescagem.  

Dois meses depois de ficar muito perto da medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em que terminou na quinta colocação, Victor Ciobanu foi dominante no Mundial de Wrestling e venceu a final dos 60kg diante de Kholaman Sharshenbekov, do Quirguistão por 9 a 6. As duas ex-repúblicas soviéticas buscavam o primeiro título mundial na luta greco-romana.

Todas as disputas de medalhas nesta categoria foram decididas por atletas soviéticos. O azeri Murad Mammadov levou o primeiro bronze diante de Maksim Kazharski, de Belarus, enquanto Stefan Maryanyan pela bandeira da Federação Russa de Wrestling foi superior ao armênio Gevorg Gharibyan para levar o segundo bronze. Completando a festa soviética, Irakli Dzimistarishvili, da Geórgia, e Zhora Abovian, da Ucrânia caíram na final da repescagem.

Foto: United World Wrestling / Kadir Caliskan 

Nenhum comentário:

Postar um comentário