Velejadores do Brasil iniciam participação no Mundial de formula kite, classe estreante em Paris 2024 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Velejadores do Brasil iniciam participação no Mundial de formula kite, classe estreante em Paris 2024

Compartilhe

As regatas oficiais do Mundial de Fórmula Kite começam na quarta-feira (13), em Torre Grande (Oristano), na Itália, com a participação de três atletas da Equipe Brasileira de Vela. Os maranhenses Bruno Lobo e Socorro Reis, além do fluminense Cláudio Cruz, estão inscritos no principal campeonato da classe, uma das mais novas no calendário olímpico para Paris 2024.

Os velejadores aproveitaram os últimos dois dias para fazer as inscrições, testar os materiais e reconhecer a raia das regatas no Mar Mediterrâneo. Mais de 150 atletas estão confirmados na competição mundial na Sardenha, que vai até 17 de outubro.

Líder do ranking mundial, Bruno Lobo chegou à ilha do sul da Itália na noite do domingo (10). Já Socorro Reis e Cláudio Cruz estiveram em um evento realizado em Cagliari no fim se semana.

''O treino de hoje foi bom! É uma raia bem técnica, com muita mudanças de vento e de direção. Deu para fazer umas regatinhas treinando. Estou me sentindo bem. Na terça vamos fazer os últimos ajustes para começar pra valer o Mundial', disse Bruno Lobo, campeão pan-americano em Lima 2019 e líder do ranking mundial. ''Cada lugar tem sua particularidade. Precisamos desse reconhecimento para na hora das regatas tomar as melhores decisões.

Em agosto deste ano, Bruno Lobo conquistou Pan-Americano da categoria em Cabaret, na República Dominicana. Já Socorro Reis ficou com a prata. ''Tudo pronto para as regatas-treino e as expectativas são as melhores para ter um bom desempenho no Mundial de Formula Kite a partir de quarta-feira'', contou Socorro Reis.

Promotor de eventos e um dos responsáveis pelo fomento do kitesurfe no sul do País, Cláudio Cruz competirá na categorias dos masters. O atleta veterano realiza competições nacionais e internacionais em Itajaí (SC) e está animado com a oportunidade de correr com velejadores do mundo todo.

''São atletas com um nível técnico forte! O vento começou a entrar, um pouco rondado, mas Mundial é assim, não tem como escolher. O que vier vamos para dentro. Estamos treinando juntos com os brasileiros e os demais países em Torre Grande'', explicou Cláudio Cruz.

As regatas são as primeiras válidas como Campeonato Mundial da IKA - Associação Internacional de Kiteboarding realizadas nos mesmos formatos das regatas olímpicas. O evento da edição de 2019, que foi continental, atraiu quase 100 atletas na Sardenha.

O campeão europeu Axel Mazella (França) está escalado para as regatas ao lado de outros grandes nomes da modalidade, atletas do nível dos brasileiros.

''O evento ganhou cada vez mais participantes e importância, principalmente após a confirmação da entrada nos Jogos Olímpicos. Os atletas brasileiros estão bem confiantes para as regatas aqui na Itália. O profissionalismo das equipes européias deve ser destacado também'', disse Flávio Perez, team leader da Equipe Brasileira de Vela em Torre Grande.

Foto: ON Board Sports

Nenhum comentário:

Postar um comentário