Irã leva dois ouros na luta greco-romana no encerramento do Mundial de Wrestling - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Irã leva dois ouros na luta greco-romana no encerramento do Mundial de Wrestling

Compartilhe

Mohammad Reza Geraei confirmou o favoritismo e seu momento de glória. Neste domingo em Oslo, o campeão olímpico também se tornou Campeão Mundial dos 67kg da Luta Greco-Romana no Mundial de Wrestling, disputado em Oslo. Outro iraniano foi campeão na noite deste domingo, Meysam Dalkhani, nos 63kg. O outro título neste último dia foi para a sérvio Zurabi Datunashvili nos 87kg.

Mesmo com os dois títulos, o Irã chegou em 152 pontos na disputa por equipes da luta greco-romana, atrás da Federação Russa de Wrestling, campeã pela quinta vez consecutiva com 152. Azerbaijão ficou em terceiro, com 107. A Rússia já havia vencido por pequena margem os EUA na luta livre masculina (173 a 168), com o Irã em terceiro (162).



Na luta livre feminina, deu Japão (196), muito a frente dos EUA (147) e Mongólia (78). A luta greco-romana ainda não é disputada por mulheres nos principais torneios da United World Wrestling (UWW), principal órgão do esporte em nível mundial.

Ainda que não tenha representantes femininas e que não tenha vencido nenhum título por equipes, o Irã terminou na frente no quadro de medalhas, com sete ouros, três pratas e três bronzes, a frente dos Estados Unidos, com 5 ouros, 5 pratas e 5 bronzes (15 no total) e Japão, que teve cinco ouros, três pratas e quatro bronzes, 12 medalhas. A Federação Russa de Wrestling conquistou o maior número de medalhas no total, com 18, com quatro ouros, cinco pratas e nove bronzes. 11 países levaram ouro (Quirguistão e Moldávia tiveram 2) e 27 subiram ao pódio no total.

Últimas decisões de medalhas neste domingo



Geraei venceu por 5 a 2 o russo Nazir Abdullaev (foto acima) na finał dos 67kg. Geraei é irmão de Mohammad Ali, bronze nos 71kg, “Quero agradecer a todos de Shriaz, minha cidade-natal”, declarou o campeão. Almat Kebispayev, do Cazaquistão levou um dos bronzes da categoria ao derrotar Murat First, da Turquia, por 7 a 4 e Ramaz Zoidze, da Geórgia, derrotou Hasrat Jafarov, do Azerbaijão, por 8 a 0.

Nos 63kg, Meysam Karamali Dalkhani (foto abaixo) venceu uma disputa difícil contra Lei Abuladze, sendo campeão pela diferença de 5 a 4.Os bronzes ficaram com Lenur Temirov, da Ucrânia, que derrotou o azeri Taleh Mammadov por 5 a 4, e o japonês Shimizu Kensuke, que venceu o húngaro Torba Erik, por 10 a 1. 


O último título do torneio foi conquistado por Zurabi Datunashvili, da Sérvia, que derrubou o belarusso Kiryl Maskevich, levando o ouro nos 87kg. Medalhista de bronze em Tóquio 2020, Datunashvili, venceu por 9 a 1 a final. Outra queda aconteceu na disputa do bronze em que o polonês Arkadiusz Kulnycz derrotou o húngaro Takacs Istvan. O outro bronze foi para o Geórgia Lasha Gobadze, que venceu o dinamarquês Turpan Ali Alvievich Bisultanov por 5 a 2.

Foto: UWW / Kadir Caliskan

Nenhum comentário:

Postar um comentário