Caio Souza e Christal Bezerra brilham no encerramento do Campeonato Brasileiro de Ginástica - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Caio Souza e Christal Bezerra brilham no encerramento do Campeonato Brasileiro de Ginástica

Compartilhe

O Campeonato Brasileiro de Ginástica Artística terminou neste domingo (3) com a disputa das finais por aparelho. Caio Souza (4 ouros e 1 prata), do Minas, e Christal Bezerra (2 ouros), do Centro Olímpico, foram os principais destaques do dia, que marcou o encerramento da competição.

No solo masculino, Caio Souza venceu com 14.150 pontos. Os atletas do Pinheiros, Patrick Correa e Arthur Nory tiraram 13.500 e completaram o pódio. Patrick ficou com a prata porque teve uma melhor nota de execução.  


Já no cavaloFrancisco Barretto Jr., também do Pinheiros, confirmou o favoritismo e levou o ouro no cavalo com alças, conquistando 13.450 pontos. Johnny Oshiro, da SERC, levou a prata (13.400) e Vinícius Machado, do Setor Leste-DF, ficou com o bronze (13.300).

Caio Souza também venceu no salto sobre a mesa, prova onde foi finalista nos Jogos Olímpicos de Tóquio, e nas argolas. O seu primeiro salto foi um Kasanatsu com dupla pirueta, onde o ginasta acabou caindo e tirou apenas 13.250. O segundo foi um Dragulescu (duplo mortal de frente com meia volta) excelente que recebeu 15.100 pontos, terminando com 14.175 de média. 


Yuri Guimarães, da SERC, ficou com a prata (média 14.000) e Josué Heliodoro conquistou o bronze (13.925). Nas argolas, Caio fez uma série excelente e conseguiu 14.850 pontos. Guilherme Oliveira, do Pinheiros, levou a prata (13.700) e Patrick Correa ficou com o bronze (13.250)

Nas barras paralelas, Caio Souza também venceu, com 14.450. Prata para Chico Bsrreto (13.900) e bronze para Gabriel Barbosa (13.000). Na barra fixa Arthur Nory, campeão mundial da prova em 2019, venceu com 14.500. Caio levou a prata com 14.000 e Diogo Paes foi bronze com 13.600.

No salto sobre a mesa feminino, a campeã foi Christal Bezerra, do Centro Olímpico. No primeiro salto, ela fez um Yurchenko com uma pirueta que teve nota 13.500. No segundo, Christal conseguiu 12.900 para seu mortal carpado de frente com meia pirueta e terminou com uma média de 13.200. Beatriz Santos, do Fluminense, ficou com a prata (13.025) e Hellen Silva, do Flamengo, levou o bronze (12.875).

Nas barras assimétricas, dobradinha do Flamengo com Lorrane Oliveira levando o ouro (14.150) e Jade Barbosa ficando com a prata (13.200). Amanda Lima, do SESI, ficou na terceira posição (12.800)

Josiany Silva foi a campeã na trave, repetindo o bom desempenho da competição por equipes. A ginasta do Cegin conseguiu uma nota 13.400. Jade Barbosa terminou em segundo lugar (13.200) e Maria Moreno, também do Flamengo, em terceiro (12.950). 


No solo, Julia Soares, do Cegin, e Christal Bezerra empataram com 13.600 pontos. As duas atletas tiveram a mesma nota de dificuldade (5.4) e de execução (8.2). Rafaela Oliva, do Grêmio Náutico União, levou o bronze com 12.600.


Foto de capa: Ricardo Bufolin/CBG

Nenhum comentário:

Postar um comentário