Buscando novas experiências, vôlei de praia terá novo formato no circuito mundial em 2022; Rio deve receber etapa em março - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Buscando novas experiências, vôlei de praia terá novo formato no circuito mundial em 2022; Rio deve receber etapa em março

Compartilhe
Vista da quadra central do Finals do Circuito Mundial de Vôlei de Praia

A World Volleyball anunciou neste domingo (10) um novo formato para as competições internacionais do vôlei de praia a partir do ano que vem. O Volleyball World Beach Pro Tour, novo nome do circuito, fará diversas paradas pelo mundo, assim como o atual formato, mas será dividido em três divisões: Elite 16, Challenge (Desafio) e Future (Futuro).


O objetivo é levar, além do esporte, uma experiência completa de entretenimento com música, comida e a cultura praiana no qual o esporte nasceu, bem parecido com o estilo que as etapas patrocinadas pela Red Bull já fazem.


No Elite 16, apenas as 16 melhores duplas do mundo - segundo o ranking mundial - disputarão o seleto torneio. O torneio terá quatro grupos de quatro times em cada, seguido de chave de mata-mata ao longo de quatro dias. Na elite não terá mais o torneio que antecede a competição de grupos, o qualificatório. Segundo o anuncio da Federação, os eventos serão totalmente transmitidos, expondo as cidades, patrocinadores e parceiros.


Para esse tipo de torneio, onde reunirá os melhores do mundo, a World Volleyball já confirmou algumas etapas, incluindo uma no Rio de Janeiro, em março. Além do Rio, o México deverá receber uma etapa em março. Em abril vai ser a vez da Cidade do Cabo, na África do Sul, enquanto Ostrava, na República Tcheca, e Jurmala, na Letônia, estão marcadas para maio e junho. Gstaad (SUI), Doha (QAT) e Sydney (AUS) também receberão torneios na segunda metade do ano.


Surte +  Evandro/Álvaro e Elize Maia/Thâmela vencem pela primeira vez no Circuito Brasileiro


Já o torneio de nível Challenge a ideia é alimentar a elite, com 24 duplas buscando melhorar o ranking mundial e se encaixar nos 16 da elite. O Challenge terá qualifyng e, por isso, terá uma duração de até cinco dias e 80 partidas por gênero. Um torneio de nível desafiante pode chegar a ter 32 duplas participando, contando com o qualificatório.


Dos torneio de nível Challenge, a Federação Internacional anunciou etapas na Espanha, Egito, China e Austrália, países que veem crescendo no vôlei de praia.


Nos torneio de nível Futures a ideia é desenvolver o voleibol de praia para jovens talentos, que podem vir a brilhar nos anos seguintes. Esse tipo de torneio também terá 16 equipes dividido em grupos de quatro e chaveamento único, com 56 partidas em cada naipe. Dezesseis duplas podem participar das eliminatórias do sorteio principal.


O Finals está mantido no calendário e fechará a temporada com as dez melhores duplas do ranking mundial em cada naipe disputando o título.


Foto em destaque: Divulgação/FIVB

Nenhum comentário:

Postar um comentário