Brasil se reabilita e vence EUA na segunda rodada do Americas Pacific Challenge - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Brasil se reabilita e vence EUA na segunda rodada do Americas Pacific Challenge

Compartilhe

A seleção brasileira de rugby derrotou os Estados Unidos pelo placar de 33 a 20, em partida realizada nesta terça-feira (26) no estádio Charrúa, em Montevidéu, válida pela segunda rodada do Americas Pacific Challenge.

O torneio organizado pela World Rugby reúne ainda Argentina, Paraguai, Chile e Uruguai e tem o objetivo principal de promover o desenvolvimento de jovens atletas do continente.

O próximo desafio do Brasil será neste sábado (30), contra o Paraguai, às 12h30, no mesmo local, com transmissão exclusiva da plataforma de streaming Star+ (Disney). A terceira e última rodada do evento será fechada com as partidas Chile x EUA Selects (15h30) e Argentina XV x Uruguai(18h30).

“Tivemos proveito de nossas fortalezas, em especial da formação de scrum. Ganhamos penais no ataque, contestamos mais bolas. Faltou maior atenção nas laterais o que nos daria mais volume de jogo. Estamos bem focados na formação da equipe e evolução dos jogadores e esta vitória aponta que estamos no caminho certo”, observou o head coach da equipe e da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), Fernando Portugal.

Apesar de ter encerrado a primeira etapa com quatro pontos atrás no placar (13x17), o elenco brasileiro mostrou consistência defensiva, dominância nos scrums e capacidade de retenção da bola durante todo o jogo. Mesmo quando Henrique Ferreira foi advertido com o cartão amarelo e desfalcou o time no intervalo de 26 a 36 minutos.

Depois que o norte-americano Patrick Madden anotou os primeiros três pontos aos 14 minutos, o abertura brasileiro Lucas Spago virou com dois penais convertidos logo em seguida. A reação dos Estados Unidos veio com dois tries (Kyle Breytenbach e Harry Barlow) e duas conversões do mesmo Madden. Já nos descontos, a persistência do Brasil no ataque foi premiada com o try do capitão Matheus Claudio e conversão completada por Spago.

No segundo tempo, a equipe brasileira aproveitou que o adversário estava com um jogador a menos em campo por causa de um cartão amarelo aplicado no final da etapa inicial e marcou sete pontos logo aos 3 minutos. O segunda linha Kauã Guimarães foi o responsável pelo try e Spago, em uma tarde quase perfeita, somou mais três pontos.

As penalidades excessivas dos Estados Unidos e a imposição física dos brasileiros foram decisivas para o triunfo brasileiro. No intervalo de 7 a 17 minutos, a equipe brasileira ficou sem Pedro Aparecido que recebeu cartão amarelo. Madden aproveitou para empatar em 20 a 20 com um penal, mas o contragolpe veio com Spago assinalando mais dois penais. Aos 32 minutos, o reserva Endy Pinheiro completou o terceiro try brasileiro e mais uma conversão de Spago deu os números finais da partida.

“Quando o adversário começou a dar espaço, conseguimos crescer no jogo. Esta vitória traz confiança para ganharmos o próximo confronto contra o Paraguai no sábado. Somos a nova geração que vem mostrando vontade para buscar bons resultados para o rugby brasileiro”, disse Kauã Guimarães, um dos destaques da partida.

“Tivemos paciência para criar as oportunidades, com muita garra na disputa de cada bola. Foi meu primeiro jogo contra os Estados Unidos, uma seleção que tem tradição no rugby e que tem o time principal ainda disputando uma vaga na Copa do Mundo. Isto só nos dá confiança para seguir neste processo de desenvolvimento, pois somos um elenco jovem com potencial para entregar mais”, observou Lucas Spago.

Foto: World Rugby

Nenhum comentário:

Postar um comentário