Tauson bate Ostapenko e fatura título do WTA de Luxemburgo; Paolini vence na Eslovênia


Dois torneios WTA marcaram a semana pós US Open. No WTA 250 de Luxemburgo, uma das sensações da temporada 2021, a dinamarquesa Clara Tauson, venceu a campeã de Roland Garros 2017, Jelena Ostapenko, para ficar com o título. Já pelo WTA 250 de Portoroz, na Eslovênia, a italiana Jasmine Paolini faturou o primeiro título de sua carreira, ao bater Alison Riske em sets diretos.

Após o título de Emma Raducanu no US Open, a “Next Gen” da WTA segue em alta no circuito. Clara Tauson derrotou Jelena Ostapenko neste domingo (19), para ficar com o título em Luxemburgo. Placar de 2 sets a 1, com parciais de 6-3, 4-6 e 6-4, para a jovem tenista de 18 anos.

Esse foi o segundo título da dinamarquesa, que venceu o WTA 250 de Lyon, em março. Tauson sairá da 70ª colocação no ranking da WTA e subirá ao posto 52, sendo esse o melhor de sua carreira.

Curiosamente, um fato liga Tauson e Raducanu. Em agosto deste ano elas se enfrentaram na final do WTA 125 de Chicago, com vitória e troféu de campeã para a dinamarquesa. Essa foi a última derrota de Raducanu antes da conquista do título do US Open 2021. Desde então, a britânica embalou uma série de 10 triunfos e nenhum set perdido.

Jasmine Paolini por sua vez, não encontrou tantas dificuldades para vencer a experiente Alison Riske por 2 sets a 0, em 7-6 (4) e 6-2. Desta forma, a italiana faturou o primeiro título de sua carreira, aos 25 anos. Além disso, com a vitória na final, Paolini alcançará o melhor ranking de sua carreira, atingindo a 64ª colocação, um salto de 23 posições.

Foto: Divulgação/BGL BNP Paribas Luxembourg Open

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco.

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Postar um comentário

To Top