Rússia vence Brasil em jogo de cinco sets no Mundial sub-21

Paulo Vinicios, do Brasil, em ataque da seleção brasileira contra os russos

Brasil e Rússia protagonizaram uma grande partida na estreia das seleções no Campeonato Mundial sub-21, disputado na Bulgária. Após cinco sets, melhor para os russos, que venceram com parciais de 16/25, 25/22, 23/25, 25/21 e 15/9 pelo grupo D nesta quinta-feira (23). 


O oposto Darlan Souza e o ponta Paulo Vinicios foram os maiores pontuadores do Brasil, com 18 e 17 pontos respectivamente. Quem também se destacou, mas pelos russos, foi o oposto Stanislav Dineykin que saiu com 18 pontos do jogo.


Nas estatísticas, os brasileiros bloquearam mais, com 10 a 8, sacaram melhor, com 8 aces a 6 e erraram menos, com 33 erros contra 37 dos russos. A diferença do resultado ficou no ataque, onde a Rússia venceu com 57 a 47 pontos de ataque.


O ponta Arthur Bento, que não atuou, falou com a reportagem da FIVB após o jogo. 


"Foi uma boa partida contra um bom adversário. Não jogamos nosso melhor jogo, principalmente no quarto e no quinto set. Agora temos que nos preparar para o jogo contra o Canadá. Estamos em uma grande cidade e com ótimas instalações", elogiou o ponteiro do Minas.


Surte + Centrais russas definem e Brasil perde no Mundial feminino sub-18


Russos e brasileiros são acostumados a terem grandes embates nas categorias de base. Nos dois últimos Mundiais sub-21, Brasil e Rússia se enfrentaram na disputa do bronze. Em 2017 deu Rússia, mas os brasileiros ficaram com o bronze em 2019 e lutam pela medalha novamente, O Brasil não conquista o ouro desde 2009, quando bateu Cuba por 3 a 2.


A equipe comandada por Giovane Gávio volta a jogar nesta sexta-feira, às 7h, contra o Canadá. O canal Volleyball World no YouTube transmite o jogo.


AJUDE A FAZER UM SURTO OLÍMPICO MELHOR! PARTICIPE DA NOSSA PESQUISA.


Foto em destaque: Divulgação/FIVB

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco.

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Postar um comentário

To Top