Rogers levanta público, vira set improvável contra Barty e vai às oitavas no US Open - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Rogers levanta público, vira set improvável contra Barty e vai às oitavas no US Open

Compartilhe
Rogers comemora ponto, cerrando os punhos

Última representante estadunidense na chave feminina do US Open 2021, Shelby Rogers (43ª), conseguiu neste sábado, a maior vitória de sua carreira. Ela venceu a atual número 1 do mundo, Ashleigh Barty, por 2 sets a 1, com parciais de 6-2, 1-6 e 7-6 (5), após estar perdendo de 5-2 na última parcial.

Rogers havia perdido quatro vezes para Barty nesta temporada, sendo uma dessas partidas no Australian Open. Mas dessa vez, foi a hora da tenista estadunidense vencer. Por outro lado, a australiana não conseguiu repetir sua melhor campanha nos Estados Unidos. Barty, que havia feito oitavas em suas duas últimas participações (2018 e 2019), caiu mais cedo neste ano.

Na próxima fase, Rogers encara a jovem britânica Emma Raducanu, que eliminou a espanhola Sara Sorribes Tormo, em dois sets, perdendo apenas um game em toda a partida.


Resumo do jogo

O primeiro set começou com Rogers no controle das ações. Ela efetuou a primeira quebra de saque da partida no terceiro game, após uma dupla-falta se Barty, que antes já tinha cometido erros no seu serviço e em golpes de base na quadra.

Em mais um game ruim, Barty teve o saque quebrado novamente, após belos winners de Rogers, que demonstrava cada vez mais ter o controle da partida. Com tranquilidade, a tenista estadunidense fechou o set por 6-2, depois de uma devolução para fora da atual número 1 do mundo.

No quarto game do segundo set, a chance apareceu para Barty. Apostando em variação de golpes e no seu famoso slice, a australiana quebrou o saque da adversária, após grande passada de forehand, abrindo 4 a 1 no game seguinte, ao confirmar seu serviço.

Barty seguiu com forte variação, conseguindo novos break points depois de um drop shot inalcançável. Sem conseguir colocar o primeiro saque em quadra, Rogers foi quebrada. Barty confirmou novamente o saque no game seguinte e fechou a parcial por 6-1, forçando a disputa do terceiro set.

A australiana seguiu apresentando um tênis de alto nível, e logo no primeiro game do terceiro set, conseguiu a quebra de serviço, mostrando-se num momento oposto ao de Rogers na partida. A estadunidense não tinha mais o ritmo do início do jogo e cometia muitos erros.

No sétimo game, Barty voltou a se impor durante o serviço de Rogers e efetuou nova quebra de serviço. Tudo levava a crer que na sequência a australiana venceria o jogo, mas não foi o que ocorreu. Rogers ficou nos pontos e forçou erros da adversária e devolveu uma das quebras, reduzindo o déficit no placar.

Sacando para o jogo pela segunda vez, Barty desperdiçou a oportunidade novamente. Contando com o apoio do público, Rogers fez belos pontos, como um lob aplicado sobre a adversária, que permitiu sua chegada no break point. Após alguns rallys, a estadunidense conquistou outra quebra de saque e empatou a parcial em 5-5.

Após duas confirmações de serviço, a parcial final foi ao tie break. O equilíbrio era tanto, que na primeira virada de lado durante o desempate, o placar estava no 3 a 3. Mas no momento mais decisivo, Rogers tratou de concretizar a virada na parcial, fechou o tie break por 7 a 5 com erro de Barty, eliminando a atual número 1 do mundo.


Foto: Pete Staples/USTA

Nenhum comentário:

Postar um comentário