Daniel Dias, maior nome do esporte paralímpico do país, é o homenageado da coleção 'Grandes Ídolos' - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Daniel Dias, maior nome do esporte paralímpico do país, é o homenageado da coleção 'Grandes Ídolos'

Compartilhe


Tóquio foi palco da despedida do maior nome do esporte paralímpico brasileiro de todos os tempos. Daniel Dias, dono de 27 medalhas em Jogos Paralímpicos, se aposentou das piscinas na última quarta-feira, dia 1º, no Japão após mais de 15 anos de carreira. Depois de conquistar tantas medalhas para o Brasil, chegou a hora dos fãs terem uma medalha desse fenômeno da natação. A Casa da Moeda e a Memorabília do Esporte anunciaram na última sexta-feira (3) uma homenagem a Daniel Dias, que vai estampar a quinta série de medalhas da coleção 'Grandes Ídolos do Esporte'. 

A coleção, que já prestou tributos a Robert Scheidt, Maria Esther Bueno, Rodrigo Pessoa, Jackie Silva e Sandra Pires nos últimos meses, vai homenagear ainda em 2021 nomes como Hortência, Cesar Cielo e Daiane dos Santos - a lista de 2022 será anunciada em breve.

Me sinto honrado em fazer parte de um projeto como esse da Casa da Moeda e da Memorabília do Esporte, é uma alegria estar entre grandes nomes do esporte nacional - afirmou Daniel, que disputou quatro edições paralímpicas (Pequim-2008, Londres-2021, Rio-2016 e Tóquio-2020).

Talentoso e carismático, além de um discurso repleto de positividade, Daniel Dias foi responsável por transformar o universo paralímpico nacional. Inspirado pelo 'Tubarão' Clodoaldo Silva, a quem assistiu pela TV nos Jogos de Atenas-2004, o paulista tornou-se referência e um dos xodós da torcida brasileira, encerrando uma carreira de mais de 15 anos com inúmeras conquistas, entre elas, as 27 medalhas paralímpicas - incluindo as três de bronze deste mês, no Japão. Daniel será o porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento dos Jogos de Tóquio-2020, neste domingo, dia 5.

Produzidas pela Casa da Moeda do Brasil e cunhadas com acabamento especial 'proof', as medalhas de prata (+ 31g), bronze dourado (+ 24g) e bronze (+ 24g) possuem diâmetro de 40mm, enquanto a linha de cuproníquel tem 30mm. As séries de 40mm possuem fundo espelhado, com tiragens limitadas e numeradas, e certificados de autenticidade da CMB, além do estojo da peça. As unidades em cuproníquel são comercializadas acompanhadas de um cartão exclusivo da coleção.

Foto: Divulgação/MDE

Nenhum comentário:

Postar um comentário