Com presença de atletas da delegação paralímpica, Copa Satélite de esgrima em cadeira de rodas começa nesta sexta - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Com presença de atletas da delegação paralímpica, Copa Satélite de esgrima em cadeira de rodas começa nesta sexta

Compartilhe
Jovane Guissone com uniforme de pódio e mordendo medalha de prata

A esgrima em cadeira de rodas está de volta às competições no Brasil. A Copa Satélite, que vai ser realizada no CT Paralímpico Brasileiro, em São Paulo (SP), é a primeira da modalidade a ser disputada em solo brasileiro no ano, além de ser o primeiro torneio pós-Jogos Paralímpicos de Tóquio com a presença dos representantes do país no Japão. 

Além de Carminha Oliveira, Monica Santos e Vanderson Chaves, o destaque maior da competição é Jovane Guissone, medalhista de prata na Paralimpíada. A Copa começa a ser disputada nesta sexta-feira (1º) e vai até domingo (03). A competição é um aberto que faz parte do calendário internacional e contará com atletas de outros países na disputa.

Para Guissone, esse é um dos atrativos da competição em São Paulo. "Vai ser a primeira competição depois das Paralimpíadas. Creio que vai ser legal, vai ser uma prova boa, ainda mais que vai ter atletas de fora, será uma competição forte. Eu espero fazer um bom torneio, ganhar medalhas e garantir o ranking nacional”, disse o esgrimista.

O medalhista de prata, porém, não vai para o campeonato com 100% da sua forma física. No ínterim entre a Paralimpíada e a Copa Satélite, o atleta acabou sofrendo um acidente doméstico e fraturou ossos do pé, o que o forçou a fazer uma cirurgia e a ficar parado dos treinamentos por um longo tempo.

Diante disso, Guissone pretende fazer o melhor na Copa Satélite, mas seu objetivo é estar bem fisicamente para o Campeonato Brasileiro, que acontece também na capital paulista entre 1º e 5 de dezembro deste ano.

“Pretendo estar melhor no Brasileiro do que estou agora, pois eu vou conseguir treinar legal. Agora, para a Copa, eu não consegui fazer os treinamentos adequados por conta da lesão”, contou.

Para evitar a propagação da Covid-19, a organização do evento adotou protocolos sanitários rígidos de combate ao coronavírus. Foram exigidos PCRs negativos dos participantes do campeonato dentro do período de 72 horas antes da chagada ao CT Paralímpico Brasileiro. Além disso, foi obrigatória a apresentação do PCR negativo antes da chegada em São Paulo.

No primeiro dia de Copa Satélite serão disputadas 14 categorias individuais: florete masculino e feminino; florete masculino A; espada feminino; espada feminino A e B; espada masculino; espada masculino B e C; sabre feminino; sabre feminino A e B; sabre masculino; e sabre masculino B.

No sábado (2), segundo dia de competição, vão às pistas outras seis categorias individuais: florete feminino A e B; flore masculino A, B e C; e sabre masculino A. Três torneios de equipes fecham o campeonato no domingo, último dia de evento: florete feminino; espada masculino e sabre feminino.

Foto de capa: Takuma Matsushita/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário