Brasil conquista duas pratas e um bronze no Aberto da Rússia de taekwondo - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Brasil conquista duas pratas e um bronze no Aberto da Rússia de taekwondo

Compartilhe
Raiany Fidélis e Gabriel Fabre, ao lado do treinador Clayton, com a medalha de prata

O Brasil conquistou três medalhas no Aberto da Rússia de taekwondo, disputado em Moscou neste final de semana. Gabriel Fabre (63kg) e Raiany Fidélis (73kg) faturaram a prata, enquanto Danielly Vitória (46kg) foi bronze. Esta foi a primeira competição da modalidade após Tóquio 2020 e não contou com os três atletas olímpicos brasileiros.

Raiany precisou vencer apenas uma luta para ficar com a prata. Em uma categoria com apenas oito inscritas - todas as outras sete de nacionalidade russa -, ela entrou como cabeça de chave número 1 e nem precisou lutar as quartas de final, por desistência da adversária. Na semi, a medalhista de bronze em Lima 2019 encontrou Kristina Diubina e saiu vencedora em 10 a 6. Já na decisão, perdeu para Polina Khan por 8 a 2

Gabriel, por sua vez, participou de uma categoria bem mais recheada, com 22 atletas. Ele, que é dono de uma medalha de bronze no Mundial Juvenil de taekwondo, estreou nas oitavas vencendo o russo Aleksandr Ianov por 6 a 4. Nas quartas, teve outro duelo muito difícil, contra o cazaque Arman Serikuly, mas venceu por 5 a 4. Já com a medalha garantida, encontrou mais dois russos: venceu Sergey Liupeta na semi (8 a 3), mas perdeu para Aleksei Vladimirov (18 a 16) na final.

A categoria de Danielly, por sua vez, contou com 11 atletas. A brasileira estreou nas oitavas de final, vencendo a indiana Mrunal Valdya por 14 a 8. Na sequência, fez um ótimo combate contra a russa Sofia Fomicheva, cabeça de chave número 2, e venceu por 20 a 9. Dani caiu na semifinal, diante da também russa Sophia Soloydiva, por 21 a 4. O ouro ficou com Irina Rogozina, atleta da casa.

A competição contou com outros três brasileiros. Nickollas Ribeiro (74kg) venceu uma luta e parou nas quartas de final; Pedro Silva (58kg) caiu ainda na estreia, perdendo para o também russo Aleksandr Grigorev; e Filipe Rabello (63kg), na mesma categoria de Gabriel, perdeu para Sergey Lupeta.

O Aberto da Rússia é de nível G1 e dá 10 pontos no ranking mundial. A delegação brasileira segue em solo europeu e vai disputar na próxima semana o Aberto da Albânia, evento também G1 e que conta com mais de 300 atletas inscritos. A expectativa é que Milena Titoneli, que esteve presente na Olimpíada de Tóquio, também participe.

Foto de capa: Reprodução/Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário