Renê Pereira vence bateria e avança para a Final A no skiff simples do Remo paralímpico em Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Renê Pereira vence bateria e avança para a Final A no skiff simples do Remo paralímpico em Tóquio

Compartilhe
Renê Pereira remando no mar em Hamamatsu


Renê Pereira foi o grande destaque do primeiro dia do remo paralímpico em Tóquio 2020, disputado nesta quinta-feira (26) no Brasil, e sexta (27), no Japão. O remador brasileiro dominou sua bateria na qualificatória do skiff simples PR1 (atletas com pouca ou nenhuma função no tronco) do início ao fim, e venceu com o tempo 9:57.59, garantindo vaga direta na final A da prova.


A princípio, houve certo equilíbrio, mas sempre com Renê a frente. O brasileiro foi superior na metade final da prova, quando disparou ,e sem adversários por perto, ditou o seu próprio ritmo, vencendo a bateria com 35 segundos de vantagem para o segundo colocado, Eric Horrie, da Austrália. O tempo de Renê foi o segundo melhor tempo das eliminatórias, atrás apenas de Roman Polianskyi, da Ucrânia, que fez 9:56.47 .


Agora, Renê vai esperar a definição da repescagem para definir os adversários da grande final, no dia 29 de agosto. Também no skiff simples da classe PR1, mas na disputa feminina, Claudia Santos terminou em quarto em sua bateria com 12:28.11 e vai disputar a repescagem nesta sexta-feira (27). 


No skiff duplo da classe PR2 - remadores com uso funcional de braços e tronco, mas com ausência de função nas pernas - o barco comandado por Josiane Lima e Michel Pessanha terminou em quinto lugar em sua bateria com o tempo de 9:19.28, 33 segundos atrás do barco chinês de Liu Shuang e Jiang Jijan. A dupla brasileira vai disputar a repescagem em busca de uma vaga na final A.


A última prova com a participação brasileira foi no quatro com misto na classe PR3 - classe  para remadores com função residual nas pernas, permitindo que eles possam deslizar no assento. A classe também inclui atletas com deficiência visual, podendo ter a presença de deficientes visuais.


O barco formado por Ana Paula de Souza, Diana Barcelos, Jairo Kluig, Valdeci Júnior e Jucelino da Silva (timoneiro) terminou em quinto na sua bateria, com o tempo de 7:56.75, mais lento do que o barco da Grã Bretanha, que venceu a série. Agora, o Brasil vai disputar a repescagem no dia 28, última chance de conseguir estar na final A.


Surte + Guia Jogos Paralímpicos - Remo


Foto: Alê Cabral/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário