Campeão olímpico no salto com vara, Duplantis revela querer alcançar os 6,20m - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Campeão olímpico no salto com vara, Duplantis revela querer alcançar os 6,20m

Compartilhe


O sueco Armand Duplantis, campeão do salto com vara em Tóquio-2020,  falou em entrevista a Reuters que não conhece seus limites e quer chegar a marca dos 6,20m, nunca alcançada na história da modalidade.


O sueco conquistou o ouro na capital japonesa alcançando 6,02m em sua primeira tentativa. Mas Duplantis quer muito mais. O jovem de 21 anos quer primeiro bater seu próprio recorde mundial conquistado ao ar livre, atualmente de 6,15m e depois subir o sarrafo em mais cinco centímetros, marcando seu nome de vez na história do esporte.


"Quero fazer tudo que eu puder neste esporte. Quero ganhar tudo o que tiver e fazer isso mais vezes do que qualquer um já fez", disse o sueco.


"Eu quero saltar 6,20m. Não sei qual é o meu limite. Se eu sentir que estou estagnando, tentarei algo novo. Sempre estarei tentando chegar a um novo nível. Eu posso atingir algumas novas alturas em breve. "


Duplantis chamou a atenção do mundo ao superar duas vezes o recorde mundial indoor de 6,16 m com tranquilidade de 6,17 m e 6,18 m em fevereiro de 2020 no Tour World Indoor. O recorde lhe rendeu o prêmio de melhor atleta homem do ano da World Athletics. 


Na Olimpíada, Duplantis decidiu tentar passar o recorde mundial de 6,19m, mas na primeira tentativa  seu peito bateu na barra e nas duas seguintes ele não completou o salto. 


"Foi definitivamente o mais próximo que estive de 6,19m", acrescentou. “Parecia que eu tinha superado e estava prestes a conseguir. Fiquei realmente surpreso com o quão alto eu tinha superado no início.


"Eu nunca coloquei meus pés e quadris acima de uma barra tão alta antes. Foi uma pena que não fui capaz de fazer isso, mas me da confiança para o futuro. Eu sinto que tenho alturas muito mais altas para saltar e posso fazer 6,19, 6,20 agora."


Duplantis tem como seu principal adversário o norte-americano Sam Kendricks, campeão mundial em 2019, e que não esteve em Tóquio, pois estava infectado pela Covid-19. No Mundial de Oregon, no ano que vem, eles voltarão a se encontrar e o sueco classificou o título como seu maior objetivo.


"Eu tenho o recorde mundial. Quero quebrar o recorde mais vezes e realmente quero chegar ao 6.20m", disse. “Eu só acho que '20' soa muito alto".


"Fora isso, preciso vencer o Campeonato Mundial, pois terminei em segundo lugar para Sam em 2019. Isso é no próximo ano e esse é o maior objetivo", finalizou.


Foto em destaque: Aleksandra Szmigel/ Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário