Lisa Carrington conquista seu terceiro ouro em Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Lisa Carrington conquista seu terceiro ouro em Tóquio

Compartilhe

Lisa Carrington segue aumentando sua coleção de medalhas olímpicas. A neozelandesa conquistou nesta quinta-feira (05) seu terceiro ouro na Olimpíada de Tóquio, desta vez no K1 500m da canoagem velocidade. Aos 32 anos, ela agora tem seis medalhas olímpicas, sendo cinco delas de ouro.

Lisa liderou de ponta a ponta para vencer o K1 500m no Sea Forest Waterway, anotando 1:51.216. A húngara Tamara Csipes ficou com a medalha de prata, marcando 1:51.855, enquanto a dinamarquesa Emma Aastrand Jorgensen ficou com o bronze, a 1:52.773.

Carrington chegou à sua segunda medalha nesta prova. Na Rio-2016, ela foi bronze - naquela que é, até hoje, sua única medalha olímpica não-dourada. A neozelandesa é tricampeã olímpica no K1 200m, tendo já faturado o ouro em Tóquio. Há dois dias, aliás, ela também venceu o K2 500m ao lado de Caitlin Regal.


Três países levam ouro no dia na canoagem

Entre as outras três finais da canoagem velocidade disputadas nesta quinta, nenhum país foi ao pódio duas vezes. No K1 200m, a vitória foi do húngaro Sandor Totka, com 35.035, seguido pelo italiano Manfredi Rizza, com 35.080, e pelo britânico Liam Heath, que foi ouro na Rio-2016, com 25.202.

Já no K2 1.000m, os australianos Jean van der Westhuyzen/Thomas Green conquistaram o ouro, com 3:15.280. Eles já haviam feito o melhor tempo da história olímpica desta prova nas eliminatórias (3:08.773) e chegavam como favoritos na final. A prata ficou com o barco da Alemanha de Max Hoff e Jacob Schopf, enquanto o bronze foi para os tchecos Josef Dostal/Radek Slouf.

Por fim, Nevin Harrison venceu o C1 200m, prova que fez sua estreia no programa olímpico. Esta foi o primeiro ouro feminino dos Estados Unidos na canoagem velocidade. Harrison ganhou a final com relativa tranquilidade, anotando 45.932, mais de 0.8 a frente da lenda canadense Laurence Vincent-Lapointe, que foi prata com 46.786. A ucraniana Liudmyla Luzan, com 47.034, foi bronze.

Foto de capa: Maksim Shemetov/REUTERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário