Izabela Campos e Michael Abraham ficam fora do pódio no atletismo em Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Izabela Campos e Michael Abraham ficam fora do pódio no atletismo em Tóquio 2020

Compartilhe
Izabela Campos, mulher negra, veste o uniforme verde do Brasil e está de braços abertos, com o disco em uma das mãos

Além da conquista histórica de Yeltsin Jacques nos 1.500m T11 - a centésima medalha de ouro do Brasil em Paralimpíadas - a sessão do atletismo da noite desta segunda-feira (30) em Tóquio 2020 contou com a participação de dois atletas brasileiros em finais. Izabela campos foi sétima colocada no lançamento de disco F11, enquanto Michael Abraham foi nono no salto em distância T47.

Bronze nesta prova Rio-2016, Izabela não conseguiu uma nova medalha paralímpica para seu currículo. Ela também foi medalhista de bronze no Mundial de 2019 e era uma das candidatas ao pódio em Tóquio, mas não conseguiu fazer marcas expressivas. A mineira teve apenas duas tentativas válidas e seu melhor registro foi um 32,26m, logo na primeira rodada.

O ouro do lançamento de disco F11 ficou com a chinesa Zhang Liangmin, que bateu o recorde mundial com 40,83m. A italiana Assunta Legante foi prata, com novo recorde europeu de 40,25m. O bronze ficou com a colombiana Yesenia Maria Restrepo, com 36,11m.

Em sua primeira participação paralímpica, Michel terminou o salto em distância T47 na nona colocação, com 6,55m. Ele, que tem 23 anos, não conseguiu passar para a segunda fase da final e pôde realizar apenas três saltos. O ouro ficou com o cubano Robiel Yankiel, com recorde paralímpico de 7,46m. O estadunidense Roderick Townsend e o russo Nikita Kotukov completaram o pódio, com 7,43m e 7,34m.

Entre outras participações brasileiras no dia, Rayane Soares da Silva se classificou para a final dos 100m T13 ao terminar em segundo lugar na primeira bateria eliminatória, com 12.39. Campeã mundial nos 400m, ela teve o sexto melhor tempo geral da qualificatória. A final acontecerá nesta terça, às 08h10, no horário de Brasília.

Foto de capa: Rogério Capela/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário