Guia Paralimpíadas Tóquio-2020: Halterofilismo - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

O HALTEROFILISMO PARALÍMPICO

O levantamento de peso paralímpico é um dos poucos esportes que tem apenas uma classe. As outras modalidades costumam separar os atletas de acordo com o grau de funcionalidade, o que não é o caso.

No powerlifting competem atletas com paralisia cerebral, lesão medular, amputados nos membros inferiores e com baixa estatura. O esporte estreou nos Jogos em Tóquio-1964 e passou a adotar o sistema atual em Barcelona – 1992.

Para considerar um levantamento válido, o movimento é acompanhado por três juízes, dois devem dar bandeira branca. E diferente da versão olímpica, todos os atletas competem deitados.

O atleta deve segurar o haltere com os braços estendidos até que o árbitro autorize o competidor a descer a barra e encosta-la no corpo, mantendo o peso parado. Ao fim, ele deve voltar o peso até a posição inicial.

HISTÓRICO DO BRASIL 

O país participou pela primeira vez em Atlanta-1996 com Marcelo Motta. Já em Sydney-2000, Alexander Whitaker e João Euzébio foram representando o Brasil no masculino e Terezinha Mulato no feminino, foi a primeira mulher da delegação brasileira da modalidade.

Até a Rio-2016, o melhor resultado no masculino era um quarto lugar conquistado em Atenas-2004 e no feminino dois quintos lugares em Pequim-2008. O primeiro pódio veio justamente em casa, com Evânio da Silva conquistando a prata na categoria até 88kg.

Evânio da Silva se emociona ao receber a medalha de prata na Rio-2016  - Foto: CPB

BRASILEIROS EM TÓQUIO-2020


Lara Lima: até 41 kg
Idade: 18
Participações paralímpicas: 0
Medalhas: 0

João França Júnior: até 49 kg
Idade: 25
Participações paralímpicas: 0
Medalhas: 0

Bruno Pinheiro Carra: até 54kg
Idade: 32
Participações paralímpicas: 1 (Rio-2016)
Medalhas: 0

Mariana D’Andrea: até 73 kg
Idade: 23
Participações paralímpicas: 1 (Rio-2016)
Medalhas: 0

Mariane, atual líder do ranking mundial, em ação na Rio-2016 - Foto: CPB
Ailton Andrade: até 80kg
Idade: 36
Participações paralímpicas: 0
Medalhas: 0

Tayana de Souza Medeiros:
até 86kg
Idade: 28
Participações paralímpicas: 0
Medalhas: 0

Evânio da Silva: até 88kg
Idade: 36
Participações paralímpicas: 1 (2016)
Medalhas: 1 (prata)

DISPUTAS

Masculino: -49kg, -54kg, -59kg, -65kg, -72kg, -80kg, -88kg, -97kg, -107kg, +107kg
Feminino: -41kg,, -45kg, -50kg, -55kg, -61kg, -67kg, -73kg, -79kg, -86kg, +86kg

CALENDÁRIO 

25/08 
49 kg masculino (João França Júnior) - 23h

26/08
01h - 41kg feminino (Lara Lima)
04h30 - 45 kg feminino
06h30- 54 kg masculino (Bruno Carra)
23h - 59 kg masculino

27/08
01h - 50kg feminino
04h30 - 55kg feminino
06h30 - 65 kg masculino
23h - 72 kg masculino

28/08
01h - 61 kg feminino
04h30 - 67 kg feminino
06h30 - 80 kg masculino (Ailton Andrade)
23h - 88 kg masculino (Evânio da Silva)

29/08
01h - 73 kg feminino (Marina D'Andrea)
04h30 - 79 kg feminino
06h30 - 97 kg masculino
23h - 107 kg masculino

30/08
01h - 86kg feminino (Tayana de Souza)
04h30 - +86 kg feminino
06h30 - +107 kg masculino

Nenhum comentário:

Postar um comentário