Em jogo eletrizante, Grã Bretanha vence a Índia e conquista o bronze no hóquei em Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Em jogo eletrizante, Grã Bretanha vence a Índia e conquista o bronze no hóquei em Tóquio 2020

Compartilhe
Reuters / Hamad I Mohammed

Campeã olímpica na última edição dos Jogos Olímpicos, a Grã Bretanha conquistou o bronze nesta sexta-feira (6), em Tóquio. Cheia de viradas, a vitória por 4 a 3 sobre a Índia colocou as britânicas novamente no pódio do hóquei na grama. Já as indianas encerram o sonho da primeira medalha do país no feminino.

O primeiro quarto começou com leve vantagem britânica sob o fortíssimo calor japonês. Aparentando nervosismo, as indianas não conseguiram chegar ao ataque de forma organizada. Mas o jogo seguiu sem movimentação no placar, apesar das tentativas da campeã na Rio 2016.

Entretanto, no segundo quarto o jogo foi outro. A Grã Bretanha voltou mais agressiva no ataque e marcou aos 16 minutos, após Grace Ekka jogar a bola para dentro do gol, em cruzamento que veio da direita. Com as duas equipes arriscando mais, Sarah Robertson ampliou aos 24 minutos, aproveitando oportunidade de cara para a goleira da Índia.

Apesar de atrás no placar, as indianas seguiram atacando e forçando a ótima goleira Maddie Hinch a trabalhar. Foi assim que conseguiram um penalty corner. Gurjit Kaur aproveitou a chance e diminuiu para 2 a 1. E nem deu tempo das britânicas tentarem uma jogada e Kaur, novamente, empatou, novamente com a mesma jogada.

Enquanto as campeãs olímpicas no Rio de Janeiro ainda assimilavam o baque, um bate e rebate dentro da área britânica achou Vandana Katariya sozinha. A jogadora da Índia empurrou para dentro do gol. Após dois minutos de revisão do VAR, foi confirmada a virada no fim do quarto.

Depois do intervalo, a decisão continuou na mesma toada. Hollie Pearne-Webb, que marcou o tiro livre do ouro há cinco anos, empatou o jogo em 3 a 3, aos 35 minutos. E até o fim deste período, o jogo foi equilibrado e com ambas equipes arriscando.

No último e decisivo quarto, a Grã Bretanha voltou à liderança com Balsdon, aos 48 minutos, aproveitando bem o penalty corner. Atrás no placar, a Índia buscou atacar pelo lado direito, mas acabou sofrendo com o desgaste físico. Sem mais gols marcados, as agora ex-campeãs olímpicas esperaram o término da partida e comemoraram muito a medalha de bronze.

Nenhum comentário:

Postar um comentário