Daniel Dias conquista bronzes no 100m livre S5; Brasil também leva bronze no revezamento 4x50m livre - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Daniel Dias conquista bronzes no 100m livre S5; Brasil também leva bronze no revezamento 4x50m livre

Compartilhe
Daniel Dias, de jaqueta amarela, sorri enquanto segura medalha de bronze.

Vinte e sete e contando! Daniel Dias colocou mais uma medalha no pescoço após conquistar o bronze nos 100m livre S5 e no revezamento 4x50m livre misto - 20 pontos nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. O brasileiro agora tem 14 ouros, 7 pratas e 6 bronzes em Paralimpíadas.

Daniel Dias teve uma ótima recuperação nos metros finais, para conquistar a medalha de bronze nos 100m livre S5. Na primeira metade da prova, os destaques foram os chineses Wang, Zheng e Yuan que fizeram a virada nas três primeiras posições. Na volta da piscina, Francesco Bocciardo da Itália veio com mais força e conseguiu assumir a liderança e vencer a prova em 1:09.56. Wang Lichao ficou com a prata (1:10.45), enquanto Daniel passou os outros chineses no final para terminar em terceiro lugar com 1:10.80.

O maior medalhista do Brasil conseguiu mais um pódio no  revezamento 4x50m livre misto - 20 pontos. O quarteto brasileiro formado por Patrícia dos Santos (S4), Daniel Dias (S5), Joana Maria da Silva (S5) e Talisson Glock (S6) conquistou a medalha de bronze.

Começando com Patrícia, que é de uma classe mais baixa, o Brasil começou mais atrás, ficando em sétimo lugar na primeira parcial. Mas ao longo da prova, a equipe brasileira foi subindo de posição e no final, Talisson Glock ultrapassou a ucraniana Yelyzaveta Mereshko na chegada para colocar o Brasil no 3º lugar com 2:24.82 (apenas 0.07 na frente da Ucrânia). A equipe da China conquistou o ouro, quebrando o recorde mundial (2:15.49). A Itália levou a medalha de prata (2:21.45).

Nos 100m livre S5 feminino, Joana Maria da Silva terminou na 8ª posição com 1:27.62. A vencedora da prova foi Tully Kearney, da Grã-Bretanha com direito a novo recorde mundial - 1:14.39. Medalha de prata para Zhang Li da China (1:17.80) e bronze para Monica Boggioni da Itália (1:22.43).

Também teve recorde mundial nos 200m medley masculino SM6. O colombiano Nelson Crispin levou o ouro com 2:38.12, melhorando em 35 centésimos a marca mundial anterior. Prata para Andrei Granichka do Comitê Paralímpico Russo (2:40.92) e bronze para Jia Hongguang da China (2:41.29). 

Bronze na Rio 2016, o brasileiro Talisson Glock terminou em sexto com 2:45.17. Talisson teve um bom início de prova, virando em quarto lugar após o nado borboleta, mas acabou caindo para sétimo no nado peito e não conseguiu se recuperar na parte do nado livre, mesmo fazendo a melhor parcial entre os finalistas (35.53).

Nos 400m livre S11, Matheus Reine ficou em quinto lugar com 4:44.64. O nadador brasileiro se manteve na quinta posição durante toda a prova. Ouro para Rogier Dorsman dos Países Baixos com 4:28.47. Tomita Uchu do Japão (4:31.69) e Hua Dongdong da China (4:34.89) completaram o pódio.

Ruan de Souza  também ficou em quinto lugar na final dos 100m peito masculino SB9. O brasileiro concluiu a prova em 1:10.99. O italiano Stefano Raimondi venceu com um tempo de 1:05.35. Prata para Artem Isaev (1:07.45) e bronze para Dmitrii Bartasinski (1:08.06), ambos do Comitê Paralímpico Russo.

Foto de capa: Miriam Jenske/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário