Centro Olímpico é campeão por equipes do Campeonato Brasileiro Sub-18 de Atletismo - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Centro Olímpico é campeão por equipes do Campeonato Brasileiro Sub-18 de Atletismo

Compartilhe

 


No domingo (29) foram realizadas as duas últimas etapa do Campeonato Brasileiro Sub-18 de Atletismo, no Estádio do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na Vila Clementino, São Paulo, e que consagrou como campeão por equipes o Centro Olímpico, com 137 pontos, seguido por APCEF-MG, com 116 pontos e o IPEC-PR, com 111 pontos.

Na etapa da manhã, o destaque ficou com Eron Maciel de Araújo, conquistando a medalha de ouro no salto em altura, com a marca de 2,10 m, recorde pessoal do atleta.

“Só alegria”, resumiu o jovem atleta, que tinha como melhor marca 2,05 m. “Vamos tentar evoluir para o Sul-Americano Sub-18”, completou o saltador.

Eron é filho do tricampeão dos Jogos Pan-Americano nos 400 m com barreiras e duas vezes finalista olímpico, Eronilde Nunes Araújo. O pai do campeão, está trabalhando na competição como assistente técnico de Cremilson Julião Rodrigues.

A medalha de prata ficou com Vítor Lazarim, com 1,99 m e o bronze ficou com Moisés dos Santos Brito, com 1,90 m.

A catarinense Tainara Mees, após o ouro nos 100 m, voltou ao lugar mais alto do pódio no heptatlo, com a marca de 4.835 pontos, seguida de Sofhia Carolina Antônio, com 4.691 pontos e de Kauane de Miranda Costa Machado, com 4.586 pontos.

Outra atleta que finaliza a competição com dois ouros é a atleta Letícia Quingostas de Oliveira. Depois de ganhar nos 400 m, ela venceu os 400 m com barreiras, com o tempo de 1:01:12. “Errei um pouco algumas barreiras, mas fiquei contente com o tempo e estou feliz com o resultado”, disse a atleta de 17 anos.

Qualificada para as duas provas para o Sul-Americano Sub-18 de Atletismo nos dias 25 e 26 de setembro, em Encarnación, no Paraguai, e terá que optar por uma prova. “A tendência é escolher as barreiras, prova que faço há mais tempo. Nos 400 m, comecei só ano passado”, finaliza a atleta.

Camile Cristina de Oliveira com o tempo de 1:02:32 e Amanda Miranda da Silva, com 1:03:16, fecharam o pódio.

Na versão masculina dos 400 m com barreiras, a vitória foi conquistada por Samuel Vinícius dos Santos, com tempo de 53.33, segundo lugar ficou com Leonardo Felipe Mendes, 53.63 e o terceiro lugar para Lucas Henrique de Andrade, com 54,86.

Na marcha atlética 10.000 m, o ouro ficou João Victor Silva Magalhães, com 47:29:77, recorde pessoal do atleta, prata ficou com Otávio Henrique Vicente, com 47:35:49 e o bronze para João Paulo Nobre de Oliveira, com 47:44:89.

Boa vitória de Vinicíus Klein de Freitas no salto triplo é destaque da etapa final


Vinícius Klein conquistou o ouro nos salto triplo com a marca de 14,65 m, recorde pessoal do atleta e marca que lhe garante qualificação para o Sul-Americano da categoria.

Jarley Campanari da Silva Cuellar, com 14,49 m e Gilvan Ribeiro da Costa, com 13,83 m, completaram o pódio.

No lançamento de dardo o campeão foi Arthur Monteiro Curvo, com 65,44 m, o segundo lugar ficou com Emerson Rodrigues de Souza, com 58,80 m e terceiro lugar ficou com Yuri Moreira Benites, com 58,39 m.

Enzo de Castro Barros saiu vitorioso nos 200 m, com 22.03 conquistando seu segundo ouro no torneio. O atleta venceu também os 100 m.

Gabriela de Freitas Tardivo foi outra atleta que encerra a competição com duas medalhas de ouro. A atleta após vitória nos 1.500 m, também conquistou os 3.000 m com o tempo de 10:09:22.

Na prova dos 800 m, a vitória no naipe masculino ficou com o paraense Elias Oliveira dos Santos, com 1:52:66 e no naipe feminino da prova, ouro para Júlia Silva Gonçalves, com 2:15:99.

A CBAt incluiu no programa da competição a prova masculino e feminino dos 100 m para atletas com Síndrome de Down, que normalmente treinam no Centro Olímpico.

Todos os participantes, independente do resultados, receberam medalha de ouro e subiram ao pódio.

Foto: Carol Coelho/CBAt


Nenhum comentário:

Postar um comentário