Carol Santiago é ouro nos 50m livre S13; Gabriel Araújo vence os 200m livre S2 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Carol Santiago é ouro nos 50m livre S13; Gabriel Araújo vence os 200m livre S2

Compartilhe
De touca amarela e óculos rosa, Carol Santiago sorri segurando na borda da piscina

Em um dia histórico para o esporte paralímpico feminino do Brasil, não podia faltar um bom resultado na natação. Maria Carolina Santiago venceu os 50m livre S13 e conquistou o primeiro ouro da natação feminina do Brasil, desde os Jogos de Atenas-2004. Também teve ouro nos 200m livre S2 para Gabriel Araújo

Carol Santiago já havia quebrado o recorde paralímpico nas eliminatórias, onde fez o melhor tempo: 26.87. Na decisão, a brasileira foi ainda melhor, liderando a prova de ponta a ponta e por pouco não conseguindo quebrar o seu próprio recorde mundial. Carol terminou os 50m livre em 26.82. Anna Krivshinna do Comitê Paralímpico Russo levou a prata com 27.06 e Carlota Gilli da Itália conquistou o bronze com 27.07. 

Vale destacar que Carol Santiago é da classe S12 e competiu na classe acima, porque os 50m livre S12 não está incluído no programa dos Jogos Paralímpicos. Por isso, houve dois recordes paralímpicos na prova. Os 26.82 de Carol na classe S12 e os 27.06 de Krivshinna na S13.

Na final dos 200m livre masculino S2 veio mais um ouro para o Brasil. Gabriel Araújo venceu com direito a novo recorde das Américas: 4:06.52. Alternando técnicas dos nados costas e peito, Gabrielzinho dominou a prova, liderando a maior parte do tempo e terminando com quase oito segundos de vantagem para o chileno Alberto Abarza que levou a prata com 4:14.17. O bronze foi para o russo Vladmir Danilenko (4:15.95), enquanto o outro brasileiro na prova, Bruno Becker, ficou no 4º lugar (4:22.63).

De touca azul e óculos rosa, Gabriel Araújo comemora fazendo careta com a língua de fora
Gabriel Araújo comemora após a prova - Foto: Ale Cabral/CPB
O Brasil também conquistou uma medalha nos 100m peito feminino SB14. Beatriz Borges Carneiro ficou na 3ª posição com 1:17.61 e ficou com o bronze. Beatriz começou bem na prova, fazendo a virada no 2º lugar. No fim da prova, a brasileira foi ultrapassada por Louise Fiddes da Grã-Bretanha mais ainda conseguiu ficar com o bronze. 

Beatriz sorri para a câmera, vestindo o agasalho da delegação brasileira e segurando sua medalha e um buquê de flores
Beatriz Borges Carneiro com sua medalha no pódio - Foto: Ale Cabral/CPB
A segunda representante do Brasil na prova foi Débora Borges Carneio, gêmea de Beatriz. Débora ficou em 4º lugar, dois centésimos atrás da irmã. A vitória foi da espanhola Michelle Alonso com 1:12.02, novo recorde mundial da prova.

Nos 100m peito masculino SB14, João Pedro de Oliveira terminou no 7º lugar com 1:07.84. O ouro foi para o japonês Yamaguchi Naohide que quebrou o recorde mundial com 1:03.77. Jake Michel da Austrália (1:04.28) e Scott Quinn da Grã-Bretanha (1:05.91) completaram o pódio.

Na final dos 50m costas feminino S3, Maiara Pereira ficou em 4º lugar e Edênia Garcia terminou na 8ª posição. Maiara começou bem na prova, se colocando na briga pelas medalhas, mas acabou ficando para trás no fim e terminou com um tempo de 59.50, dois segundos atrás da russa Iuliia Shishova que levou o bronze. Já Edenia não teve uma boa largada e não conseguiu se recuperar, completando a prova em 1:07.83. A italiana Arjola Trimi venceu com 51.34 e Ellie Challis da Grã-Bretanha ficou em 2º lugar com 55.11.

Fotos: Ale Cabral/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário