Camila Giorgi vence e alcança maior final da carreira no WTA 1000 de Montreal - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Camila Giorgi vence e alcança maior final da carreira no WTA 1000 de Montreal

Compartilhe

A tenista italiana Camila Giorgi venceu mais um grande jogo no WTA 1000 de Montreal. Neste sábado (14), ela derrotou na semifinal a estadunidense Jessica Pegula, por 2 sets a 1, com parciais de 6-3, 3-6 e 6-1. Com este triunfo, Giorgi carimbou a vaga para sua maior final na carreira.

Na decisão pelo título do WTA 1000 de Montreal, Camila Giorgi encara a tenista da República Tcheca, Karolina Pliskova, que venceu a belarussa Aryna Sabalenka por 2 sets a 0. Giorgi tem oito finais de simples na carreira e conquistou os títulos do Rosmalen Open (2015) e Linz Open (2018), ambos WTA’s 250.

O jogo

Com três bolas para fora, Giorgi começou o jogo se complicando. Mas após seis minutos, a tenista italiana conseguiu confirmar seu saque, com um bom golpe de backhand. Porém, tal dificuldade não foi encontrada por Pegula no game seguinte. A estadunidense confirmou seu serviço de forma mais rápida, mesmo depois de uma dupla-falta.

No quarto game Giorgi passou a se impor no jogo. A italiana se aproveitou de alguns erros de Pegula e finalizou o game com uma bola de forehand na cruzada, quebrando o saque da adversária.

Depois de perder o game seguinte e ver Giorgi abrir 4-1, Pegula pediu atendimento médico e foi ao vestiário. Quando voltou à quadra, com uma proteção em sua coxa direita, elevou o nível de jogo e pressionou o saque da italiana. Ainda assim, a estadunidense seguiu cometendo muitos erros e perdeu chances de devolver a quebra de serviço.

Mesmo sendo pressionada e cometendo dupla-falta, Giorgi teve mais eficiência no final do set, vencido por 6-3, em 50 minutos. A italiana venceu 38 dos 68 pontos disputados e salvou quatro break points na parcial.

Seguindo num bom ritmo de jogo desde o pedido do atendimento médico, Pegula tirou Giorgi da zona de conforto, usou mais golpes variados e conseguiu efetuar a quebra de serviço no segundo game da segunda parcial.

No sexto game Pegula teve a chance de ampliar ainda mais sua vantagem no segundo set, mas desperdiçou dois break points, que mantiveram Giorgi viva na parcial. A italiana aproveitou o embalo no game seguinte e devolveu a quebra de saque.

Porém, no oitavo game, Giorgi cometeu muitos erros, além de duas duplas-faltas, que deram novamente a oportunidade para que Pegula retomasse a vantagem aberta anteriormente. A estadunidense teve três break points e conquistou a quebra de saque logo na primeira chance. No game seguinte, Pegula fechou o set em 6-3, forçando a disputa do terceiro set.

No último e decisivo set, Giorgi cometeu duas duplas-faltas e viu Pegula conquistar a quebra de saque logo no primeiro game. No entanto, a estadunidense oscilou muito no game em que sacava, permitindo o empate da italiana, algo semelhante ao que ocorreu na segunda parcial.

Mas Giorgi encontrou seu melhor tênis na partida, efetuou mais duas novas quebras de saque na parcial e venceu a parcial por 6-1, garantindo sua vaga na decisão.

Foto: J.-Y. Ahern/USA Today Sports

Nenhum comentário:

Postar um comentário