Restando apenas regata da medalha, Martine e Kahena assumem vice-liderança na 49erFX - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Restando apenas regata da medalha, Martine e Kahena assumem vice-liderança na 49erFX

Compartilhe

As velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze deram um grande passo rumo ao segundo ouro olímpico neste sábado (31). As brasileiras mantiveram a regularidade nas últimas regatas regulares da classe 49er FX e assumiram a vice-liderança geral nos Jogos Olímpicos de Tóquio empatadas com a dupla dos Países Baixos. Restando agora apenas a regata da medalha, elas dependem só de si para conquistar o bicampeonato olímpico.


As brasileiras têm 70 pontos perdidos, assim como as neerlandesas Annemiek Bekkering/Annette Duetz. As alemãs Tina Lutz/Susann Beucke, que tiveram um ótimo dia neste sábado, aparecem na terceira posição, com 73. Tamara Echegoyen/Paula Barceló, da Espanha, têm 78, e Charlotte Dobson/Saskia Tidey têm 81. 


Apesar de Brasil e Países Baixos estarem com 70 pontos perdidos, as neerlandesas estão na frente pelo critério de desempate. Ambas as duplas venceram duas regatas e chegaram em segundo uma vez cada. Entretanto, Bekkering e Duetz chegaram em 5º mais vezes que as brasileiras, assumindo a liderança. Martine e Kahena, portanto, chegam na medal race igualmente a situação no Rio de Janeiro, dependendo apenas de seu resultado para garantir a medalha de ouro.


Vale destacar que apenas as dez primeiras colocadas na classificação geral das 12 regatas regulares disputam a corrida final, chamada de regata da medalha ou medal race. Esta prova têm pontuação dobrada e define os medalhistas. Ela está marcada para acontecer na segunda-feira (02), às 02h33, no horário de Brasília.


Sobre as competições deste sábado, Martine/Kahena vieram empolgadas, após terem vencido uma corrida no dia anterior. Elas estavam na terceira colocação geral no início das disputas. Apesar disso, elas ficaram na 12ª colocação na primeira disputa. Logo em seguida, se recuperaram e terminaram em segundo. Na última prova, estiveram no top-5 durante todo tempo, mas terminaram em décimo.


As brasileiras não tiveram o melhor de seus dias, mas conseguiram ser superior a suas rivais diretas. Bekkering/Duetz, que lideravam, tiveram um 5º, um 12º e um 16º. Já Barceló/Echegoyen ficaram em 19º e 13º e se recuperaram com um quarto lugar. Dobson/Tidey marcaram 15º, um quarto e 18º. As únicas regulares foram as Lutz/Beucke, que tiveram um sétimo e dois terceiros lugares.


Foto de capa: Julio Cesar Guimarães/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário