Músico da cerimônia de abertura se retira do cargo após escândalo de bullying - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Músico da cerimônia de abertura se retira do cargo após escândalo de bullying

Compartilhe

 


O músico Oyamada Keigo, se afastou nesta segunda (19) do cargo de compositor da trilha da Cerimônia de Abertura, após estourar um escândalo de bullying contra crianças deficientes em seus tempo de estudante. Ele também estava responsável pela trilha da abertura paralímipica. Cornelius, como também é conhecido, chegou a dizer em entrevista nos anos 90 que não se arrependia dos atos.


O caso estourou no Japão na última semana e repercutiu mal entre a população geral, fazendo Oyamada se desculpar e continuar na equipe responsável pela abertura, porém a situação ficou insustentável, fazendo-o pedir demissão. 


"Fiquei dolorosamente ciente de que aceitar a oferta de minha participação musical nas Olimpíadas e Paralímpicas de Tóquio - 2020 carecia de consideração por muitas pessoas", disse Keigo.


Este não foi o primeiro problema relacionado as atitudes de membros da organização. O ex-primeiro-ministro japonês Mori Yoshiro deixou o cargo de presidente do comitê organizador em fevereiro depois dizer que reuniões com mulheres são demoradas porque elas falam demais.


Em março, Sasaki Hiroshi, diretor criativo dos Jogos, se afastou após dizer que a cantora Watanabe Naomi deveria se vestir como um porco na Cerimônia de Abertura para fazer o papel de "Olympig".


Foto em destaque: Wikimedia 


Nenhum comentário:

Postar um comentário