Halterofilista colombiano anuncia que não vai a Tóquio; Serafim Veli pode herdar a vaga - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Halterofilista colombiano anuncia que não vai a Tóquio; Serafim Veli pode herdar a vaga

Compartilhe

O colombiano Jhonatan Rivas, ouro no levantamento de pesos nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, anunciou no Instagram que não vai aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O atleta era o segundo classificado do ranking olímpico da categoria até 96kg e foi afetado pela punição sofrida pela federação colombiana da modalidade, pelo alto número de casos de doping de atletas do país neste ciclo. O brasileiro Serafim Veli, pode ficar com a vaga na Olimpíada.

Após Egito, Tailândia, Malásia e Romênia serem banidos da modalidade em Tóquio, a Federação Colombiana de Levantamento de Pesos (FCLP) fez um acordo com a Agência Internacional de Testagem (ITA), que conduz os procedimentos antidoping da Federação Internacional (IWF), para que a Colômbia possa participar dos Jogos. Porém o país terá um limite de apenas três atletas no esporte: dois homens e uma mulher.

O anúncio de Rivas nas redes sociais, indica que ele não deve ser um dos atletas escolhidos no masculino. “Lamentavelmente, hoje tenho que informá-los que não estarei no evento multidesportivo mais importante do mundo. Ainda assim, continuarei trabalhando forte para cumprir meus sonhos”, disse o halterofilista na publicação.


As vagas no levantamento de pesos vão para os oito primeiros colocados do ranking olímpico, mais os melhores atletas ainda não classificados de cada continente. Caso o colombiano não seja convocado, o cubano Olfides Saez, nono colocado, se classificaria direto e Serafim Veli seria o próximo atleta das Américas no ranking, devendo herdar a cota continental. 

Serafim Veli no Brasileiro de 2018 - Foto: Washington Alves/Light Press/CBPL
O Surto Olímpico entrou em contato com a Confederação Brasileira de Levantamento de Pesos (CBLP) e a entidade informou que ainda está aguardando a confirmação da IWF. No momento, o Brasil tem dois atletas classificados na modalidade: Jaqueline Ferreira, na categoria até 87kg e Fernando Saraiva na categoria acima de 109kg.

Foto de capa: El Tiempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário