Fares El-Bakh, do levantamento de peso, ganha o primeiro ouro olímpico do Catar - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Fares El-Bakh, do levantamento de peso, ganha o primeiro ouro olímpico do Catar

Compartilhe
Ouro Catar Tóquio 2020

O Catar conquistou seu primeiro ouro olímpico da história neste sábado (31). Fares El-Bakh venceu na categoria até 96kg do levantamento de pesos e garantiu a primeira medalha dourada do país árabe em Jogos Olímpicos.

El-Bakh era um dos favoritos da prova, sendo o atual vice-campeão mundial e recordista mundial júnior. No arranco, o atleta catari levantou 177kg, a segunda melhor marca, atrás apenas de Boady Santavy do Canadá que conseguiu 178kg

No arremesso, Fares El-Bakh se pediu uma marca mais alta, fazendo sua primeira tentativa em 217kg quando todos os adversários já haviam terminado suas participações. Após garantir o ouro, o pesista conseguiu levantar 225kg para estabelecer o recorde olímpico do arremesso. El-Bakh ainda tentou, sem sucesso, levantar 232kg para quebrar o recorde mundial.

A prata foi para a Venezuela com Keydomar Vallenilla e o bronze para a Geórgia com Anton Pliesnoi. Ambos levantaram 177kg no arranco e 210kg no arremesso.

Classificação final
1. Fares El-Bakh (QAT)
2. Keydomar Vallenilla (VEN) 387kg
3. Anton Pliesnoi 387kg
4. Boady Santavy (CAN) 386kg
5. Chen Po-Jen (TPE) 381kg
6. Bekdoolot Rasulbekov (KGZ)
7. Bartlomiej Adamus (POL) 360kg
8. Yu Dongju (KOR) 360kg

China leva o ouro na categoria até 81kg


Lyu comemora o recorde olímpico - Foto: Edgard Garrido/Reuters

Lyu Xiaojun ficou com a medalha de ouro na categoria até 81kg do levantamento de pesos. O pesista chinês era o favorito, tendo vencido os últimos dois campeonatos mundiais, com direito ao recorde mundial no arremesso e no total em 2019. 

No arranco, Lyu conseguiu levantar 170kg, quebrando o recorde olímpico e terminando com 5kg de vantagem para o italiano Antonio Pizzolato que fez a segunda melhor marca na primeira parte da prova. No arremesso, o chinês conseguiu 204kg, estabelecendo um novo recorde olímpico e terminando com 374kg no total.

Antonio Pizzolato conseguiu 200kg na sua primeira tentativa no arremesso. O italiano tentou depois levantar 203kg e 210kg, mas sem sucesso. Pizzolato acabou sendo ultrapassado pelo Zacarias Bonnat da República Dominicana que conseguiu levantar 204kg no arremesso e terminou com 2kg a mais no total em relação ao italiano (367kg x 365kg).

Classificação final:
1. Lyu Xiaojun (CHN) 374kg
2. Zacarias Bonnar (DOM) 367kg
3. Antonio Pizzolato (ITA) 365kg
4. Harrison Maurus (USA) 361kg
5. Brayan Rodallegas (COL) 359kg
6. Ritvars Suharevs (LAT) 358kg
7. Nico Mueller (GER) 354kg
8. Andres Mata (ESP) 347kg

Foto de capa: Chris Graythen/Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário