Eliminada e sem Ting Zhu, China vence Itália em penúltima rodada do vôlei feminino; Brasil é único invicto - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Eliminada e sem Ting Zhu, China vence Itália em penúltima rodada do vôlei feminino; Brasil é único invicto

Compartilhe
China comemora vitória contra italianas

A quarta rodada do vôlei feminino foi finalizada neste sábado (31) na Arena Ariake, em Tóquio. Destaques para a seleção brasileira, que venceu tranquilamente a forte equipe da Sérvia, e para as chinesas, atuais campeãs olímpicas que não têm mais chance de classificação, que venceram a Itália por 3 sets a 0. Confira os destaques.

A primeira partida do dia foi de vitória da seleção da República Dominicana por 3 sets a 0 (25/19, 25/18 e 25/10) contra o Quênia. O duelo foi marcado pelo encontro dos técnicos brasileiros Marcos Kwiek, pelas dominicanas, e Luizomar de Moura - comandante das quenianas durante os Jogos Olímpicos. O triunfo dominicano foi o primeiro nesta Olimpíada, enquanto as quenianas não têm mais chance de classificação, ocupando a última posição do grupo A. Elisa Eve foi a maior pontuadora do jogo com 13 pontos.

O Comitê Olímpico Russo faturou o segundo jogo, aplicando 3 a 0 (25/20, 25/12 e 25/19) nas norte-americanas. A oposta Nataliya Goncharova não tomou conhecimento dos Estados Unidos e marcou 26 pontos, importantíssimos na vitória que colocou as russas com a vice-liderança do grupo B, com três vitórias e 8 pontos conquistados.

Goncharova e seleção russa comemora vitória
Russas comemoram vitória contra EUA - Foto: Divulgação/FIVB
A ponteira Hande Baladin, com 14 pontos, foi a maior pontuadora da vitória das turcas contra as argentinas. A vitória por 3 sets a 0 (25/23, 25/20 e 25/18) foi a segunda da Turquia no grupo B, garantindo vaga na próxima fase. Apesar da vitória, as turcas erraram mais que o time argentino, com 22 erros contra 16 das adversárias.

O Brasil passou por cima da Sérvia, de Boskovic, por 3 sets a 1 (25/20, 25/16, 23/25 e 25/19). A vitória deixou as brasileiras na liderança do grupo A, além de ser a única equipe invicta do torneio feminino do voleibol em Tóquio. Apesar da vitória, Boskovic não entrou para brincadeira e marcou 32 pontos. Mais detalhes da incrível vitória brasileira você confere no link.

Também no grupo A, Japão e Coreia do Sul fizeram a partida mais longa do dia. A Coreia saiu com o triunfo por 3 sets a 2 (25/19, 19/25, 25/22, 15/25 e 16/14). Koga e Kim foram as grandes destaques da partida. A japonesa marcou 27 vezes, enquanto a coreana saiu com 30 pontos, classificando o time comandado pelo italiano Stefano Lavarini, ex-Minas. Por outro lado, as japonesas definirão a última vaga do grupo em jogo decisivo contra as dominicanas.

Coreanas comemorando vitória contra Japão
Coreanas comemoram vitória e classificação para próxima fase - Foto: FIVB
Para fechar o dia, já era madrugada do dia 1º em Tóquio quando as chinesas emplacaram 3 a 0 nas italianas, tirando a invencibilidade delas. Os sets de de 25/21, 25/20 e 26/24 foram sem o astro Ting Zhu, lesionada. Li marcou 15 pontos, mas a maior pontuadora foi Paola Egonu, com 18. Aliás, as italianas venceram por 43 a 37 os ataques, mas erraram 27 vezes, contra 10 da China. Vitória para consolar as eliminadas comandadas por Lang Ping.

Itália, Comitê Olímpico Russo, Estados Unidos e Turquia são os classificados para o mata-mata no grupo B. Resta saber com qual posição os times avançam. A Itália enfrenta o EUA e a Turquia o Comitê Olímpico Russo. Do outro lado, a Sérvia duela contra as coreanas, enquanto Brasil terá o luxo de poupar suas atletas diante das eliminadas quenianas e esperar Turquia ou EUA na próxima fase. Japão e República Dominicana batalharão pela última vaga do grupo B, como dito acima.

Foto em destaque: Divulgação/FIVB

Nenhum comentário:

Postar um comentário