Com três gols de Richarlison, Brasil vence Alemanha na estreia no futebol masculino em Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Com três gols de Richarlison, Brasil vence Alemanha na estreia no futebol masculino em Tóquio 2020

Compartilhe

Após 6.962 dias da final da Copa do Mundo de 2002, Brasil e Alemanha estavam novamente frente a frente no Estádio Internacional de Yokohama, no Japão. Mas desta vez, para fazerem suas respectivas estreias no torneio olímpico de futebol masculino de Tóquio 2020. Mas assim como há 19 anos, quem levou a melhor foi a seleção brasileira, em vitória por 4 a 2, com três gols de Richarlison.

No primeiro tempo o Brasil teve uma atuação quase que de gala. Começou a partida colocando pressão na saída de bola da Alemanha, que precisava trocar diversos passes para conseguir sair do campo de defesa. Richarlison estava jogando posicionado mais ao centro do ataque brasileiro, uma aposta do treinador André Jardine.

A esperança rapidamente rendeu frutos. Aos 7 minutos, Richarlison abriu o placar, após lindo lançamento de Anthony. O camisa 10 brasileiro chutou uma vez, com defesa do goleiro alemão, mas no rebote o mandou a bola para dentro do gol, o primeiro do time masculino do Brasil em Tóquio 2020.

Ali começou o baile de Richarlison, que aos 14 minutos, saiu cara a cara com o goleiro, mas cortou para o lado direito, na direção de um defensor alemão. Perdeu espaço e acabou desperdiçando a chance do gol.

Foto: Júlio César Guimarães / COB
Após bom cruzamento de Guilherme Arana aos 22 minutos, Richarlison apareceu na hora certa dentro da área, para cabecear a bola para o fundo do gol, marcando o segundo tento brasileiro contra a Alemanha.

E não parou por aí. Em recuperação de bola do atacante Matheus Cunha, ele fez um passe na esquerda para Richarlison, que livre, marcou um golaço chutando de direita, aos 30 minutos. Hat-trick do camisa 10 brasileiro. Essa é a primeira vez que um jogador da seleção masculina marca três gols em uma estreia olímpica.

O Brasil ainda teve um pênalti favorável aos 45 minutos, após o juiz ver um toque com a mão na bola do zagueiro Felix Uduokhai. Matheus Cunha bateu já nos acréscimos do 1º tempo, mas o goleiro Florian Mueller fez bela defesa.

No segundo tempo o jogo esfriou. Os alemães melhoraram e aproveitaram uma das poucas chances que tiveram no jogo. Após bobeira da zaga brasileira, Nadiem Amiri bateu de direita uma bola espirrada na entrada da área. A bola quicou no chão, enganando o goleiro Santos, tirando o zero do marcador alemão, reduzindo a vantagem da seleção brasileira aos 56 minutos.

O jogo ainda teve uma expulsão. Depois de uma pancada no joelho de Dani Alves, o capitão do time alemão, Maximilian Arnold, recebeu o segundo cartão amarelo, seguido do vermelho.

Para colocar drama num jogo que parecia resolvido, Ragnar Ache mandou a bola para o fundo da rede aos 84 minutos, após marcação errada de Diego Carlos, em cruzamento na área. O Brasil já estava sem seus principais jogadores em campo, que foram substituídos, quando o jogo parecia definido.

No último minuto do jogo, Bruno Guimarães fez excelente passe para Paulinho, que recebeu praticamente livre. Ele cortou para a direita e chutou forte, marcando um golaço para dar números finais à vitória brasileira.

BRASIL

Titulares
1 - Santos
3 - Diego Carlos
15 - Nino
6 - Guilherme Arana
13 - Dani Alves (C)
5 - Douglas Luiz (Cartão amarelo)
8 - Bruno Guimarães
20 - Claudinho (SUBS: Malcom, aos 64 minutos)
9 - Matheus Cunha
10 - Richarlison (3 gols) (SUBS: Reinier, aos 73 minutos)
11 - Anthony (SUBS: Paulinho, aos 73 minutos)

Reservas
12 - Brenno
4 - Ricardo Graça
2 - Gabriel Menino
18 - Matheus Henrique
19 - Reinier
7 - Paulinho (1 gol)
17 - Malcom

ALEMANHA

Titulares
1 - Florian Mueller
3 - David Raum
4 - Felix Uduokhai (Cartão amarelo)
2 - Benjamin Henricks (Cartão amarelo)
5 - Amos Pieper (Cartão amarelo) (SUBS: Jordan Torunarigha)
8 - Maximilian Arnold (C) (2 cartões amarelos/cartão vermelho)
11 - Nadiem Amiri (1 gol)
13 - Arne Maier
17 - Anton Stach (Cartão amarelo)
7 - Marco Richter (SUBS: Ragnar Ache, aos 68 minutos)
10 - Max Kruse (SUBS: Eduard Loewen, aos 68 minutos)

Reservas
12 - Svend Brodensen
22 - Luca Plogmann
15 - Jordan Torunarigha (Cartão amarelo)
16 - Keven Schlotterbeck
18 - Eduard Loewen
6 - Ragnar Ache (1 gol)
9 - Cedric Teuchert

Foto: Julio César Guimarães / COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário