Adaptado ao clima dos Jogos Olímpicos, skate quer mostrar cultura e buscar medalhas em Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Adaptado ao clima dos Jogos Olímpicos, skate quer mostrar cultura e buscar medalhas em Tóquio

Compartilhe


Totalmente adaptados ao clima olímpico, os skatistas brasileiros estão prontos para a estreia da modalidade no programa dos Jogos Olímpicos, em Tóquio. O país será representado na pista de Tóquio por Pâmela Rosa, Rayssa Leal, Leticia Bufoni, Kelvin Hoefler, Felipe Gustavo e Giovanni Vianna.

"A pista é bem grande. Tem de tudo. Acho que não tem muito favoritismo. É uma pista que dá para todo mundo ir bem", afirmou Leticia Bufoni.

“Foi muito bom. Achei as medidas da pista melhores do que eu imaginava. O mais difícil está sendo o calor”, comentou Felipe Gustavo.

O primeiro dia de disputas no masculino será na manhã de domingo, 25, a partir das 8h30 do Japão (20h30 de sábado no Brasil). Na segunda, 26, no mesmo horário, será a vez do feminino.

"Para mim está sendo um sonho estar aqui. A gente esperou tanto por esse momento e finalmente está acontecendo. Só espero poder mostrar o skate como realmente é. Poder mostrar a cultura. E não só vir aqui com foco de ganhar uma medalha, mas, sim, mostrar que o skate não é apenas um esporte. O skate é um estilo de vida. E no fim do dia a gente é uma família muito grande", afirmou Leticia Bufoni.

O skate brasileiro confirmou o limite de 12 vagas por país nas Olimpíadas. O feito foi alcançado somente por Brasil e Estados Unidos.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário