Rebeca Andrade é campeã Pan-Americana e se classifica para Tóquio - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Rebeca Andrade é campeã Pan-Americana e se classifica para Tóquio

Compartilhe
Ginasta Rebeca Andrade do Brasil compete no solo ao som de Baile de Favela

Após aguardar a última subdivisão, enfim Rebeca Andrade pode comemorar de vez. A ginasta brasileira levou a medalha de ouro no individual geral do Campeonato Pan-Americano de Ginástica Artística e, ainda, conseguiu se classificar para Tóquio 2020. Com o resultado, o Brasil terá sete representantes na modalidade no Japão: cinco no masculino e duas no feminino.

Rebeca Andrade teve um ótimo desempenho em todas as suas séries. No salto, fez um ótimo Yurchenko com dupla pirueta que lhe rendeu nota 14.800. Nas barras assimétricas, foram 14.400 em uma série bem executada. Na trave, apesar de um desequilíbrio, tirou 13.800. Já no solo, Rebeca fechou tirando 13.700 na sua rotina ao som de Baile de Favela remixado com Bach. 


A nota de Rebeca Andrade no individual geral foi de 56.700 pontos. Como efeito de comparação, essa pontuação lhe daria a medalha de bronze no Mundial de 2019. A brasileira teve a melhor nota nas barras, na trave e no solo, se classificando para as finais por aparelhos. Com a vaga olímpica, o Brasil terá Rebeca Andrade e Flávia Saraiva na ginástica artística feminina em Tóquio.

A prata no individual geral foi para Martina Dominici da Argentina com 52.400. A ginasta que já tinha vaga olímpica teve um bom desempenho, tirando notas acima de 13 pontos em todos os aparelhos, se classificando para as quatro finais de domingo (6).

Antes da competição, as favoritas à vaga olímpica eram algumas ginastas do México e da Argentina. Mas quem surpreendeu e se classificou para Tóquio foi Luciana Alvarado, da Costa Rica. A atleta tirou as melhores notas da vida nas barras assimétricas (12.600) e na trave (13.033) para conseguir 50.833 no individual geral, levando para casa a medalha de bronze. 

Ginasta Luciana Alvarado da Costa Rica se classifica para os Jogos Olímpicos
Luciana Alvarado (CRC) no solo - Foto: Divulgação/UPAG-PAGU
Além de Rebeca, outras três brasileiras se classificaram para as finais por aparelhos. Lorrane Oliveira nas barras assimétricas (13.400), Júlia Soares na trave (13.333) e Ana Luiza Lima no solo (13.033) ficaram em segundo lugar na qualificação de suas provas. No salto sobre a mesa, nenhuma brasileira saltou duas vezes e por isso, não teremos a presença do Brasil na final feminina do aparelho

Equipe de ginástica artística feminina do Brasil no Pan-Americano de 2021, no Rio de Janeiro

Na competição por equipes, o Brasil venceu com 160.733 pontos. As brasileiras tiveram as melhores notas em todos os aparelhos, mas poderiam ter um resultado ainda melhor pois contaram uma queda no solo. A medalha de prata ficou com o México com 152.601 com a Argentina levando o bronze com 149.533.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

Equipes:
1. Brasil 160.733
2. México 152.601
3. Argentina 149.553
4. Panamá 138.899
5. República Dominicana 129.702
6. Chile 127.501

Individual geral: 
1. Rebeca Andrade (BRA) 56.700
2. Martina Dominici (ARG) 52.400
3. Luciana Alvarado (CRC) 50.833
4. Lorrane Oliveira (BRA) 50.700
5. Christal Bezerra (BRA) 50.567
6. Natalia Escaleras (MEX) 50.501
7. Paulina Campos (MEX) 50.466
8. Daniela Briceño (MEX) 50.367
9. Victoria Mata (MEX) 49.067
10. Abigail Magistrati (ARG) 48.433

Classificadas para as finais por aparelhos

Salto sobre a mesa:
1. Natalia Escaleras (MEX) 13.750
2. Martina Dominici (ARG) 13.550
3. Karla Navas (PAN) 13.283
4. Ana Palacios (GUA) 13.250
5. Alaís Perea (ECU) 12.833
6. Yiseth Valenzuela (COL) 12.833
7. Franchesca Santi (CHI) 12.750
8. Hillary Heron (PAN) 12.650

Barras Assimétricas:
1. Rebeca Andrade (BRA) 14.400
2. Lorrane Oliveira (BRA) 13.400
3. Martina Dominici (ARG) 13.000
4. Luciana Alvarado (CRC) 12.600
5. Natalia Escalera (MEX) 12.367
6. Daniela Briceño (MEX) 12.300
7. Brisa Carraro (BRA) 11.833
8. Angelica Mesa (COL) 11.600

Trave:
1. Rebeca Andrade (BRA) 13.800
2. Julia Soares (BRA) 13.333
3. Abigail Magistrati (ARG) 13.200
4. Martina Dominici (ARG) 13.033
5. Luciana Alvarado (CRC) 13.033
6. Paulina Campos (MEX) 12.633
7. Karla Navas (PAN) 12.367
8. Daniela Briceño (MEX) 12.300

Solo:
1. Rebeca Andrade (BRA) 13.700
2. Ana Luiza Lima (BRA) 13.033
3. Martina Dominici (ARG) 13.000
4. Natalia Escalera (MEX) 12.567
5. Daniela Briceño (MEX) 12.500
6. Abigail Magistrati (ARG) 12.500
7. Alaís Perea (ECU) 11.933
8. Luciana Alvarado (CRC) 11.867

Fotos: Ricardo Bufolin/CBG

Nenhum comentário:

Postar um comentário