Japão domina segundo dia do Mundial de judô - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Japão domina segundo dia do Mundial de judô

Compartilhe


O Japão conquistou os dois ouros em disputa nesta segunda-feira (07), no segundo dia do Mundial de judô, em Budapeste (HUN). Maruyama Joshiro e Shishime Ai, que são reservas da seleção nacional e não estarão nos Jogos Olímpicos de Tóquio, triunfaram nas respectivas categorias até 66kg e até 52kg. O italiano Manuel Lombardo e a espanhola Ana Perez Box ficaram com as pratas.


Número 5 do ranking mundial, Joshiro sagrou-se campeão após vencer cinco lutas. Antes de pegar Lombardo na final, ele superou o marroquino Abderrahmane Boushita (waza-ari), o israelense Tal Flicker (waza-ari), o mongol Baskhuu Yondonperenlei (shidôs) e o azeri Orkhan Safarov (waza-ari). O japonês também venceu o italiano por waza-ari.


Sem as principais favoritas da categoria, Shishime foi cabeça de chave número 1 da categoria e venceu cinco adversárias para ficar com seu primeiro título mundial. Em ordem, bateu a marroquina Soumiya Iraou (ippon), a húngara Reka Pupp (waza-ari), a portuguesa Joana Ramos (waza-ari) e a uzbeque Dioyra Keldiyorova (ippon) antes de vencer Perez Box na decisão, por ippon.


Curiosamente, o Japão foi o único país a ter dois medalhista nesta segunda-feira. Além da Itália e da Espanha, outras quatro equipes tiveram atletas no pódio. Yakub Shamilov, do Comitê Olímpico Russo, e Baskhuu Yondonperenlei, da Mongólia, medalharam entre os homens, enquanto Gefen Primo, de Israel, e Fabienne Kocher, da Suíça, entre as mulheres.


O Brasil teve apenas uma representante no dia. Larissa Pimenta venceu uma luta e parou nas oitavas de final da categoria até 52kg, perdendo para Primo, uma das medalhistas de bronze. Daniel Cargnin, titular do peso meio-leve brasileiro, estava inscrito mas não competiu por ter testado positivo para a Covid-19 na última semana. Hoje ele já está bem e em recuperação.


Somando os resultados do primeiro dia, o Japão tem três ouros e uma prata conquistados em quatro categorias disputadas. A única categoria em que o país asiático não medalhou foi a até 60kg, que teve o russo Yago Abuladze como vencedor. A Espanha já acumula três medalhas, enquanto a Mongólia soma dois bronzes. O Brasil tem apenas duas vitórias com três atletas que já entraram em ação. 


O Mundial segue nesta terça-feira (08), com os pesos leves masculino e feminino, duas categorias em que o Brasil não está levando atleta para a Olimpíada. Ketelyn Nascimento (57kg) e Eduardo Barbosa (73kg) precisarão fazer grandes participações para conseguirem entrar na zona de classificação direta. As preliminares acontecem a partir as 05h (hora de Brasília), com as finais às 12h.


Foto de capa: Robin Willingham/IJF

Nenhum comentário:

Postar um comentário